Biden diz que EUA não vai suspender sanções até que Irã siga os compromissos

·1 minuto de leitura
O presidente dos EUA, Joe Biden, fala sobre política externa no Departamento de Estado em Washington, DC, em 4 de fevereiro de 2021.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que não suspenderá as sanções contra o Irã até que a República Islâmica cumpra com seus compromissos nucleares.

"Não", respondeu Biden em uma entrevista ao canal CBS, ao ser questionado sobre a possibilidade de retirar as sanções impostas a Teerã na tentativa de obrigar o país a voltar a negociar e salvar o acordo nuclear.

Ele acenou com a cabeça quando o jornalista perguntou se os iranianos deveriam parar de enriquecer urânio primeiro.

O acordo de 2015, entre o Irã e várias potências, está por um fio desde 2018, depois da decisão do ex-presidente Donald Trump de retirar os Estados Unidos do pacto e voltar a impor sanções a Teerã.

Um ano depois, o Irã suspendeu o cumprimento de vários compromissos incluídos neste acordo.

O governo de Biden expressou sua vontade de reincorporar os Estados Unidos ao acordo mas insiste que, antes de tudo, Teerã deve cumprir totalmente seus compromissos.

Em 4 de janeiro, Irã anunciou que havia acelerado seu programa de enriquecimento de urânio para 20% de pureza, o que supera muito os 3,67% permitidos pelo acordo, mas é muito baixo para produzir uma bomba atômica.

fff/seb/yow-gm/rs/gf