Biden diz que ficou 'duas horas' no telefone com Xi Jinping

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Joe Biden, quando era vice-presidente de Barack Obama, encontra Xi Jinping

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta quinta-feira (11) que passou "duas horas" ontem no telefone com seu homólogo chinês, Xi Jinping, durante a primeira conversa entre ambos desde a chegada do democrata à Casa Branca.

"Na noite passada falei por telefone durante duas horas seguidas com Xi Jinping", contou aos jornalistas no Salão Oval.

"Se não fizermos nada, vão nos esmagar", acrescentou, reafirmando sua vontade de enfrentar Pequim.

A Casa Branca afirmou que durante a ligação o presidente "destacou suas preocupações fundamentais sobre as práticas econômicas coercitivas e injustas de Pequim, a repressão em Hong Kong, os abusos de direitos humanos em Xinjiang e ações cada vez mais assertivas na região, inclusive sobre Taiwan".

Os dois líderes também falaram sobre a pandemia de covid-19, a mudança climática e a proliferação de armas, disse o Executivo americano.

A imprensa estatal chinesa informou apenas que as duas partes "trocaram pontos de vista profundos sobre as relações bilaterais e os principais assuntos internacionais e regionais".

Biden, que conheceu Xi quando foi vice-presidente de Barack Obama (2009-2017), está sob pressão nacional e internacional para manter a postura que de seu antecessor Donald Trump em relação a Pequim.

Os países ocidentais desejam que a China seja responsabilizada pelos abusos dos direitos humanos contra a minoria muçulmana dos uigures em Xinjiang e sua repressão da oposição em Hong Kong, assim como pelas pressões a Taiwan.

sms-ad/rsr/aa