Biden e Truss dizem que EUA e Reino Unido estão comprometidos em proteger Acordo de Belfast

A primeira-ministra britânica, Liz Truss, e o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, conersa durante a Assembleia Geral da ONU, em Nova York. Stefan Rousseau/Pool via REUTERS

(Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e a primeira ministra britânica, Liz Truss, se encontraram pessoalmente pela primeira vez nesta quarta-feira e disseram que estão comprometidos em proteger o acordo de 1998 que encerrou o conflito na Irlanda do Norte.

Biden e Truss se reuniram apenas dias após o funeral da rainha Elizabeth, e se sentaram para conversar nos bastidores da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, em Nova York.

"Ambos estamos comprometidos em proteger o Good Friday Agreement (Acordo de Belfast) na Irlanda do Norte. Estou ansioso para ouvir o que está em sua mente e como podemos continuar a cooperar", disse Biden a Truss, antes das discussões bilaterais entre os dois.

Truss respondeu: "E é claro, estou ansiosa para discutir o Acordo de Belfast, e como iremos nos certificar de que ele será mantido no futuro.

Apesar das garantias de Truss, os dois líderes irão buscar evitar tensões em relação à Irlanda do Norte.

Como integrante do Parlamento britânico, Truss introduziu um projeto de lei para reverter o Protocolo da Irlanda do Norte, que fez parte do acordo de retirada do Reino Unido da União Europeia, e que priorizava a proteção do Acordo de Belfast para garantir a parte na região de domínio britânico.

Biden tem insistido para que o Reino Unido não faça nada que possa prejudicar o período de paz na Irlanda do Norte, que já dura mais de um quarto de século.

(Reportagem de Steve Holland)

((Tradução Redação São Paulo, +55 11 5047-3075)) REUTERS FC PB