Biden endurece política migratória

Joe Biden endurece a política migratória, a poucos dias de uma visita à fronteira com o México.

O presidente dos Estados Unidos anunciou que os migrantes que atravessam ilegalmente a fronteira vão começar a ser reenviados.

Mas o chefe de Estado precisou que até 30.000 migrantes de Cuba, Haiti, Nicarágua e Venezuela serão autorizados a entrar cada mês, se cumprirem os trâmites legais.

Joe Biden, presidente dos Estados Unidos: "Não apareçam simplesmente na fronteira. Fiquem onde estão e apresentem um pedido de forma legal a partir daí. A partir de hoje, se não seguirem um procedimento legal, não serão elegíveis para este novo programa. [...] Este novo processo é ordeiro, seguro e humano e funciona."

Quem não cumprir os procedimentos será expulso ao abrigo do chamado "Título 42", uma política instaurada por Donald Trump que permite uma rápida deportação.

Biden desloca-se a El Paso, no Texas, no domingo, de onde seguirá depois para a Cidade do México, para um encontro com líderes da América do Norte e Central.