Biden falará sobre democracia e violência política no Capitólio

Por Andrea Shalal

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, falará sobre a “horrível” violência política em um discurso no Capitólio nesta quarta-feira, disseram assessores da Casa Branca, com a questão pairando sobre as eleições de meio de mandato da próxima semana.

“Você pode esperar que ele diga esta noite – similar ao que vem falando ao longo dos últimos meses – que há muita coisa em jogo (nas eleições de meio de mandato), incluindo a democracia”, disse a vice-chefe de Gabinete da Casa Branca, Jen O'Malley Dillon.

O discurso será feito no contexto da invasão com mortes de 6 de janeiro ao Capitólio dos EUA ano passado e do ataque no fim de semana contra o marido da presidente da Câmara, Nancy Pelosi, também democrata, disse a assessora da Casa Branca, Anita Dunn.

“Ele fará o discurso no Capitólio… porque em 6 de janeiro vimos uma violência que se inclinava a subverter os processos democráticos”, disse Dunn.

“A ameaça de violência política que muitos norte-americanos consideram abominável, a ideia de que você usaria violência para avançar seus objetivos políticos, é algo que une quase todos os norte-americanos e todos temos que nos unir contra isso. Nós vimos coisas horríveis acontecendo muito recentemente”.

O suposto agressor de Pelosi esperava manter a presidente da Câmara como refém e ameaçou quebrar as rótulas de seus joelhos, disseram promotores.

Biden, que participará de um evento do Comitê Democrata Nacional às 20h (horário de Brasília) no Capitólio, está confiante que seus colegas democratas manterão controle do Congresso nas eleições de meio de mandato da próxima semana, disse O'Malley Dillon.

(Reportagem de Andrea Shalal)