Biden faz 80 anos, sem previsão de festa na Casa Branca

Pela primeira vez na História dos Estados Unidos, um presidente em exercício - o democrata Joe Biden - completa 80 anos este domingo (20), mas a Casa Branca não prevê qualquer celebração pública.

No meio da tarde, a primeira-dama, Jill Biden, publicou uma mensagem afetuosa, com duas fotos do casal dançando vestindo smoking e traje de gala.

"Não há ninguém com quem eu prefira dançar além de você. Feliz aniversário, Joe! Eu te amo", tuitou Jill Biden.

Esta foi a única menção ao aniversário feita pela Casa Branca e, com nenhum evento público previsto, não há indícios de como ou até mesmo se o presidente vai comemorar a data.

Na véspera, a família Biden recepcionou uma grande festa na Casa Branca: o casamento da neta de Biden, Naomi, um evento fechado à imprensa.

Biden tem um assunto importante a discutir com sua família nos próximos dias - se irá tentar ou não a reeleição em 2024.

Em coletiva de imprensa em 9 de novembro, ele disse que "pretende" concorrer e afirmou que ele e a esposa vão "fugir" por uma semana em algum momento entre o Dia de Ação de Graças e o Natal para decidir em conjunto com sua família.

Biden prometeu tornar pública sua decisão no começo de 2023.

Várias pesquisas recentes indicam que a maioria dos americanos não quer que Biden volte a se candidatar.

Embora haja muitos nomes influentes com mais de 70 ou até mesmo 75 anos no cenário político americano, as eleições de meio de mandato trouxeram um início de mudança geracional no Partido Democrata.

A presidente da Câmara de Representantes, Nancy Pelosi, de 82 anos, anunciou na quinta-feira sua decisão de não voltar a se candidatar ao posto.

Biden se submeteu a um extenso check-up médico há cerca de um ano e os exames atestaram que ele é um homem "saudável e vigoroso", em forma para o exercício da Presidência.

Mas as demandas do cargo também deixaram marcas em Biden, que agora apresenta rigidez ao caminhar e apresenta momentos de confusão.

aue/kar/tjj/dw/mvv/rpr