Biden pede aos norte-americanos que rejeitem "veneno" da supremacia branca

Presidente dos EUA, Joe Biden, faz pronunciamento em Buffalo

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, fez um apelo nesta terça-feira para que todos os norte-americanos rejeitem o que chamou de "veneno" da supremacia branca, dirigindo-se às famílias e autoridades locais em Buffalo, no Estado de Nova York, onde 10 pessoas morreram em um ataque a tiros no fim de semana que a polícia diz ter tido motivação racial.

"A supremacia branca é um veneno. É um veneno --é realmente um veneno-- que corre através de nossa política corporal", disse Biden.

Ele afirmou que o atirador branco que matou nove negros e um segurança branco tentando protegê-los foi alimentado pelo "ódio que, através da mídia e da política, a internet radicalizou indivíduos alienados, perdidos e isolados em acreditar falsamente que eles serão substituídos... pelos outros. Por pessoas que não se parecem com eles".

(Reportagem de Jeff Mason e Heather Timmons)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos