Biden planeja visita à fronteira dos EUA com o México

Imigrantes centro-americanos expulsos dos EUA caminham em direção ao México em ponte que leva a Ciudad Juárez

Por Steve Holland e Ted Hesson

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta quarta-feira que pretende visitar a fronteira entre os Estados Unidos e o México durante uma próxima viagem, o que ocorreria após frequentes críticas de republicanos de que governo norte-americano falhou em proteger a fronteira.

"Essa é minha intenção", disse Biden, um democrata, a jornalistas quando questionado sobre a viagem à fronteira. "Estamos trabalhando nos detalhes agora."

Biden tem viagem programada à Cidade do México nos dias 9 e 10 de janeiro para a Cúpula dos Líderes da América do Norte, onde se encontrará com o presidente mexicano, Andrés Manuel Lopez Obrador, e o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau.

Biden, que assumiu o cargo em janeiro de 2021, tem lutado operacional e politicamente com um número recorde de migrantes pegos cruzando ilegalmente a fronteira entre EUA e México, e a migração deve estar na agenda da reunião.

Os republicanos criticaram Biden por encorajar a travessia de migrantes com políticas brandas de segurança nas fronteiras, enquanto as autoridades de Biden dizem que estão tentando criar um sistema mais organizado e humano.

O deputado norte-americano Kevin McCarthy, que está competindo para se tornar o presidente da Câmara dos Representantes enquanto os republicanos assumem o controle da câmara neste mês, disse em novembro que convidou Biden para visitar a fronteira sudoeste com ele.

(Reportagem de Steve Holland, em Hebron, Kentucky; e Trevor Hunnicutt e Ted Hesson, em Washington)