Biden prepara cerca de US$800 milhões em ajuda adicional de segurança para Ucrânia, dizem fontes

Presidente dos EUA, Joe Biden

Por Patricia Zengerle e Idrees Ali e Steve Holland

WASHINGTON (Reuters) - O governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, está preparando cerca de 800 milhões de dólares em ajuda militar adicional à Ucrânia, e pode anunciá-la na sexta-feira, disseram três fontes familiarizadas com o assunto nesta quinta-feira.

Biden autorizará a assistência usando sua Autoridade Presidencial de Retirada, que permite ao presidente autorizar a transferência do excesso de armas nos estoques dos EUA, disseram as fontes à Reuters.

As fontes, falando sob condição de anonimato, disseram que um anúncio pode ocorrer na próxima semana, alertando que os pacotes de armas podem mudar de valor antes de serem anunciados.

A Casa Branca se recusou a comentar.

Desde que as tropas russas invadiram a fronteira ucraniana em fevereiro, no que o presidente russo, Vladimir Putin, chamou de "operação militar especial", o conflito se transformou em uma guerra violenta travada principalmente no leste e no sul da Ucrânia.

Os EUA enviaram bilhões de dólares em assistência de segurança ao governo de Kiev.