Biden promete equipe para reunir crianças imigrantes separadas de seus pais por Trump

·1 minuto de leitura
(3 out) Menina brinca na fronteira do México com os Estados Unidos
(3 out) Menina brinca na fronteira do México com os Estados Unidos

O candidato democrata, Joe Biden, planeja, se eleito presidente americano, criar uma equipe para reunir 545 crianças imigrantes que foram separadas de seus pais pela política instaurada pelo governo de Donald Trump.

Em anúncio feito nesta quinta-feira, Biden prometeu que, no primeiro dia de mandato, irá assinar um decreto para criar uma equipe especial com o objetivo de reunir as famílias de imigrantes.

Em uma tentativa de inibir a chegada em massa de famílias centro-americanas à fronteira com o México, o governo Trump decidiu separar as crianças de seus pais. Em 2019, a American Civil Liberties Union (Aclu), influente organização de direitos civis, estimou que mais de 5 mil crianças foram afastadas de suas famílias. Este mês, a Aclu revelou que 545 delas permaneciam separadas de seus pais.

Uma investigação do Comitê Judicial da Câmara dos Deputados, liderado pelos democratas, denunciou hoje que essa política foi marcada pela "incompetência temerária" e pela "crueldade" das autoridades.

Em seu relatório, os deputados assinalaram que, devido à inconsistência das diretrizes, o processo de separação foi, muitas vezes, "mais caótico e cruel" do que o necessário e, em alguns casos, sequer se permitiu que os pais se despedissem de seus filhos. 

an/rsr/lb