Biden reafirma "apoio inabalável" dos EUA à Ucrânia em telefonema--comunicado

·1 minuto de leitura

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, expressou forte apoio dos EUA à Ucrânia em um telefonema nesta sexta-feira com o presidente daquele país, Volodymyr Zelenskiy, afirmou a Casa Branca.

"O presidente Biden reforçou o apoio inabalável dos Estados Unidos à soberania e à integridade territorial da Ucrânia diante da contínua agressão da Rússia em Donbass e na Crimeia, disse o comunicado.

A Otan disse na quinta-feira que estava preocupada com a movimentação militar da Rússia perto das fronteiras da Ucrânia, e embaixadores da organização se reuniram para discutir o recente surto de violência na região de Donbass, no leste da Ucrânia.

A Rússia anexou a península da Crimeia, da Ucrânia, em 2014, motivando condenações do Ocidente e sanções retaliatórias.

Biden enfatizou o compromisso do seu governo com uma parceria estratégica com a Ucrânia e apoio a planos anticorrupção e à agenda de reformas de Zelenskiy.

"Os líderes concordaram que essas reformas são centrais para as aspirações da Ucrânia no Euro-Atlântico", disse o comunicado.