Biden se desculpa por ‘lapso’ em encontro com autoridades olímpicas

Biden caminha após anúncio na Casa Branca. 21/10/2015. REUTERS/Carlos Barria
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Simon Evans WASHINGTON (Reuters) - O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, se desculpou com autoridades olímpicas nesta sexta-feira por um “lapso”: nenhuma autoridade de primeiro escalão do governo compareceu a uma reunião de dirigentes esportivos de todo o mundo em Washington. A Associação de Comitês Olímpicos Nacionais (Anoc, na sigla em inglês), que representa 206 entidades, está na capital norte-americana desde terça-feira, e sua assembleia-geral foi iniciada na quinta-feira seguida de uma cerimônia de premiações. Os EUA não sediavam uma cúpula da Anoc há 21 anos. Nestes eventos, o protocolo costuma exigir que uma autoridade governamental de alto escalão do país-sede discurse na sessão de abertura. Como a cidade de Los Angeles é candidata à Olimpíada de 2024, os esforços feitos por sedes em potencial são observados com atenção pelos dirigentes esportivos. A programação da assembleia foi interrompida pelo presidente da Anoc, o xeique Ahmad Al-Fahad Al-Sabah, uma das figuras mais poderosas do esporte internacional, para apresentar Biden. “Meu grande amigo, o prefeito Garcetti de Los Angeles, estava tomando café da manhã comigo outro dia e disse ‘sabe, acho que houve um lapso, ninguém do governo veio aqui dar as boas-vindas a esta distinta delegação de líderes de todo o mundo’”, disse Biden à assembleia. “Ele tem razão, foi um lapso e peço desculpas por isso. Sou um pobre substituto, mas estou encantado por estar aqui”, declarou ele, aparentemente se referindo ao presidente dos EUA, Barack Obama.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos