Biden se reúne com ator Matthew McConaughey para discutir leis sobre armas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Ator Matthew McConaughey concede entrevista a jornalistas na Casa Branca
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Steve Holland e Nandita Bose

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, se reuniu com o ator vencedor do Oscar Matthew McConaughey, nesta terça-feira, e discutiu medidas de responsabilidade relacionadas às armas de fogo, de acordo com a secretária de Imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre.

McConaughey é natural de Uvalde, no Texas, onde 19 crianças e dois professores foram mortos em uma escola de educação infantil no dia 24 de maio por um homem de 18 anos que portava um fuzil semiautomático.

"Ele está aqui hoje para utilizar sua plataforma para pedir a todos os líderes do Congresso que tomem ações bipartidárias para acabar com os assassinatos sem sentido e aprovar medidas de responsabilidade com as armas de fogo que sabemos que irão salvar vidas", disse Jean-Pierre sobre a visita do ator.

McConaughey, de 52 anos, também apareceu em um briefing à imprensa na Casa Branca, e se emocionou algumas vezes. Ele mostrou fotos de algumas das crianças vítimas do atentado e falou sobre suas famílias, sobre o que estavam vestindo no dia em que foram mortas, e o que queriam ser quando crescessem.

O ator também leu uma breve biografia de cada vítima, batendo a mão fechada no púlpito em um determinado momento ao descrever uma delas.

"Enquanto homenageamos e reconhecemos as vítimas, precisamos reconhecer que desta vez parece que algo está diferente", disse o ator. "Há uma sensação de que, talvez, exista um caminho viável adiante".

(Reportagem de Steve Holland e Nandita Bose, em Washington)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos