Biden se reúne com parentes de americanos presos na Rússia

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, reuniu-se nesta sexta-feira com parentes da estrela do basquete Brittney Griner e do cidadão Paul Whelan, ambos presos na Rússia, informou a Casa Branca.

Em encontros separados na Casa Branca, Biden conversou primeiramente com a irmã de Whelan, Elizabeth, e depois com Cherelle Griner, mulher da atleta medalhista de ouro. Não houve comentários da Casa Branca sobre as sessões.

Moscou declarou em agosto que estava pronta para discutir uma troca de prisioneiros, aumentando as esperanças de uma solução rápida. O porta-voz da segurança nacional americana, John Kirby, afirmou que o governo Biden fez uma proposta, mas que ainda não houve resposta.

Brittney Griner, 31, foi presa no aeroporto de Moscou em fevereiro, por portar líquido para cigarro eletrônico contendo uma pequena quantidade de óleo de cannabis. Ela havia viajado à Rússia para jogar na equipe profissional de Ekaterimburgo durante sua pré-temporada para o Phoenix Mercury.

Brittney foi acusada de tráfico de drogas e condenada em agosto a nove anos em uma colônia penal. Já Paul Whelan, ex-marine de 52 anos, foi preso em dezembro de 2018, acusado de espionagem.

Whelan foi detido em visita a Moscou, quando participava de um casamento, após levar uma memória USB de um conhecido, acreditando que a mesma continha fotos de férias. Ele não revisou o conteúdo, mas, segundo seu advogado, o mesmo continha segredos de Estado.

O ex-oficial de segurança de uma empresa de autopeças, que também possui passaportes britânico e irlandês, foi condenado a 16 anos em junho de 2020.

dw/des/ag/dl/lb