Presidente dos Estados Unidos visita Israel com olhos postos na defesa

Segurança, programa nuclear iraniano, tecnologia militar, integração regional... e uma amizade de longa data.

Estes alguns dos temas sobre a mesa na visita do presidente norte-americano Joe Biden a Israel. Logo após a chegada, Biden visitou o novo sistema de defesa aérea do país.

É o mais avançado do seu género e pretende abater mísseis e drones antes de atingirem solo israelita.
A questão palestiniana foi igualmente abordada.

"Discutiremos sempre, mesmo sabendo que não é a curto prazo, uma solução de dois Estados continua a ser, a meu ver, a melhor forma de assegurar o futuro de igual medida de liberdade, prosperidade e democracia para israelitas e palestinianos", disse o presidente norte-americano.

O presidente, que visitou ainda o Museu do Holocausto em Jerusalém, salientou que as relações entre os dois países nunca tinham sido tão estreitas. E reiterou o empenho dos EUA na segurança de Israel, que sente os avanços no programa nuclear iraniano como uma ameaça crescente.

Durante a visita, Joe Biden não se reunirá com a família da jornalista americana-palestiniana Shiren Abu Akleh, que foi baleada e morta por soldados israelitas há 2 meses. No entanto, os EUA convidaram a família da vítima a viajar para Washington para discutir o incidente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos