Biden visitará Israel nos próximos meses após convite de Bennett

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Presidente dos EUA, Joe Biden
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

JERUSALÉM/WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, visitará Israel nos próximos meses após um convite do primeiro-ministro israelense Naftali Bennett, disseram o escritório de Bennett e a Casa Branca neste domingo.

Os dois líderes conversaram neste domingo e Bennett informou Biden sobre os esforços "para parar a violência e a incitação à violência em Jerusalém", disse o escritório de Bennett em um comunicado, em referência aos confrontos entre israelenses e palestinos na mesquita de Al-Aqsa, na cidade sagrada.

Pelo menos 57 palestinos ficaram feridos em confrontos com a polícia israelense dentro do complexo da mesquita na sexta-feira, aumentando a preocupação de uma repetição da guerra do ano passado entre Israel e os islâmicos do Hamas que governam Gaza.

Autoridades dos EUA têm conversado com representantes israelenses, palestinos e árabes na região em meio às tensões.

Biden "notou os esforços contínuos entre autoridades israelenses e palestinas para diminuir as tensões e garantir uma conclusão pacífica para a época sagrada do Ramadã" e afirmou "seu apoio inabalável a Israel e suas necessidades de defesa", disse a Casa Branca em seu comunicado.

(Por Jeffrey Heller e Steve Holland)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos