Biel se desculpa em vídeo após acusação de assédio sexual a jornalista

Biel publicou vídeo nas redes sociais para pedir desculpa às fãs (Foto: Reprodução/Instagram)

O cantor Biel compartilhou na noite da quarta-feira (9) um vídeo para pedir desculpas por assediar e desrespeitar uma repórter do iG durante uma entrevista em que a chamou de “gostosinha” e disse que gostaria de levá-la a um hotel para “estuprá-la rapidinho”.

“Estou aqui primeiramente para pedir desculpas. Este é o meu objetivo principal. Nunca imaginei que as minhas palavras pudessem machucar de fato quem me entrevistava. Então, estou aqui para me desculpar não só com a repórter, mas com todas as mulheres que se sentiram ofendidas com as minhas palavras. Estou em dívida com a minha família. Não foi a educação que eles me deram. Isso não vai acontecer de novo. Estou aprendendo muito com tudo isso que está acontecendo. Peço desculpas aos meus fãs e meu público que é predominante feminino. Eles sabem o respeito que eu tenho pelas mulheres e admiração”, disse.

Leia também:
Confusão! Biel é acusado de omitir socorro em acidente de carro
Jornalistas relembram assédios de famosos após caso de Biel parar na Justiça

O cantor, que afirmou que tudo não passou de uma brincadeira sem maldade, ressaltou que amadureceu com a experiência e que não agirá mais da mesma forma daqui em diante. “Eu brinquei com um assuntos sérios e que estão na mídia. Não deveria ter feito isso. Estou arrependido e estou aqui para pedir desculpas para todo mundo que se ofendeu com que eu disse. Depois de analisar a situação inteira, pude perceber o quanto foi constrangedor e está sendo constrangedor para mim agora. De novo queria reafirmar o meu pedido de desculpas de coração para a repórter, para o meu púbico, para todas mulheres e homens que se sentiram ofendidos e dizer que o Biel que deu aquela entrevista não é o Biel que vai continuar daqui pra frente. Com certeza eu me tornei mais homem e um profissional melhor depois deste acontecimento. Vocês podem esperar um amadurecimento no meu trabalho e como pessoa depois disso. Desculpa”, finalizou.

O caso ocorreu no início de maio e foi registrado na 1ª Delegacia da Mulher de São Paulo.