Bielorrússia adia partidas após suspeita de jogadores infectados pelo coronavírus

Duas partidas do Campeonato da Bielorrússia, uma da Primeira e outra da Segunda Divisão, foram adiadas após jogadores apresentarem sintomas suspeitos da Covid-19.

O país do leste europeu é o único que não suspendeu os jogos de futebol em meio à pandemia, apesar dos mais de 24 mil casos confirmados, que resultaram em 130 mortes.

Nesta semana, a liga local decidiu adiar o confronto entre FC Minsk e Neman Grodno, que deveria acontecer na sexta-feira, após a suspeita de que um jogador do time local esteja contaminado. Já os sintomas apresentados por atletas do Lokomotiv Gomel levaram à postergação do duelo com o Arsenal Dzerzhinks, que aconteceria no sábado.

Ainda não há novas datas para as partidas.

A Bielorrússia tem tomado medidas leves na luta contra o coronavírus. O secretário da Federação Internacional dos Jogadores de Futebol (FIFPro), Jonas Baer-Hoffmann, afirmou ao jornal "Daily Mail" que a decisão do país de não paralisar os campeonatos é "incompreensível".

Já o atacante Ognjen Rolovic, do Minsk, declarou à publicação que é "insano" que a bola continue a rolar por lá. "Eles agem como se não fosse grande coisa, como se não devêssemos sentir medo. Existe uma mentalidade estranha de que, se você está com medo dessa situação, então não é um homem", completou.