Bielorrússia diz que abateu míssil de Kiev no seu território

A Bielorrússia convocou o embaixador ucraniano, em Minsk, para "protestar contra o disparo de um míssil" do território da Ucrânia para o da Bielorrússia e exigia "uma investigação imediata e exaustiva" pedindo a "punição dos responsáveis" e a "tomada de medidas abrangentes" para prevenir "tais incidentes no futuro, que poderão ter consequências catastróficas".

O ministério da Defesa da Bielorrússia tinha anunciado ter abatido "um alvo aéreo proveniente da Ucrânia", na região fronteiriça de Brest. Anteriormente, a agência de notícias estatal BelTA reportava a queda de um míssil na referida área. Poderá tratar-se de um míssil de defesa aérea ucraniano.

O responsável militar para a região desvalorizava o incidente. Oleg Konovalov, explicava que o míssil tinha caído _"_cerca das 10 da manhã" no "território do distrito de Ivanovsky". Mas esclarecia que era uma "situação semelhante à que se verificou, muito recentemente, com o impacto do um míssil idêntico no território da Polónia". E garantia que os residentes não tinham, "absolutamente nada com que se preocupar".

A confirmar-se, este incidente aconteceu durante um dos mais intensos ataques com mísseis russos contra a Ucrânia desde o início da guerra. O que poderá justificar um erro como o que aconteceu com um míssil que caiu na Polónia.