Bienal do Rio lamenta 'mal entendido' com Valter Hugo Mãe, que afirma não ter aceitado convite

·3 min de leitura

Após Valter Hugo Mãe anunciar em suas redes sociais que não tinha aceitado o convite da Bienal do Livro do Rio, a produção do evento soltou uma nota em que "lamenta o mal entendido e a frustração que possa ter sido gerada ao público do escritor português Valter Hugo Mãe e do próprio festival".

Até a manhã deste domingo, o escritor português era dado como presença certa na programação da Bienal, que vai de 3 a 12 de dezembro, no Riocentro. Ele participaria da mesa "A nação na língua", sobre literatura e diversidade. Mas, em seu Instagram, Valter Hugo Mãe revelou que "não houve aceitação do convite e não houve acordo em relação às condições em que esse trabalho se faria".

E seguiu: "foi com enorme surpresa que vi o meu nome ser precipitadamente anunciado e é com enorme surpresa que ainda hoje, neste instante, encontro na página oficial da Bienal o suposto evento com a minha presença". Após a divulgação da nota, a Bienal tirou o escritor da programação oficial.

O festival lembrou que "em 38 anos de evento, uma situação como essa nunca havia ocorrido" e alegou que "o autor sinalizou com entusiasmo à curadoria do evento seu interesse em participar da edição deste ano, com a concordância e envolvimento de suas editoras de Portugal e do Brasil. Mas as tratativas com sua equipe infelizmente não evoluíram".

Leia abaixo as notas de Valter Hugo Mãe e da Bienal do Rio:

Valter Hugo Mãe

“Sei que com isto parto o coração a tantos leitores e amigos que esperavam encontrar-me na Bienal do Rio. Contudo, tendo havido uma abordagem no sentido de saber se eu estaria disponível para viajar até ao Rio, não houve aceitação do convite e não houve acordo em relação às condições em que esse trabalho se faria.

Foi com enorme surpresa que vi o meu nome ser precipitadamente anunciado e é com enorme surpresa que ainda hoje, neste instante, encontro na página oficial da Bienal o suposto evento com a minha presença.

Lamento por todos quantos criaram a expectativa de me ver, comprando até ingressos para assegurar o acesso. Quero regressar em breve ao Brasil. Regressarei para algumas cidades, para a maravilha de sempre de estar nesse país que adoro."

Bienal do Livro

"A Bienal do Livro Rio lamenta o mal entendido e a frustração que possa ter sido gerada ao público do escritor português Valter Hugo Mãe e do próprio festival. Em 38 anos de evento, uma situação como essa nunca havia ocorrido. A cada edição, mais de 300 autores e personalidades nacionais e internacionais vão ao encontro de seus públicos no maior festival cultural do Brasil — trajetória construída com responsabilidade e cuidado com autores e leitores.

O autor sinalizou com entusiasmo à curadoria do evento seu interesse em participar da edição deste ano, com a concordância e envolvimento de suas editoras de Portugal e do Brasil. Mas as tratativas com sua equipe infelizmente não evoluíram. A Bienal espera poder contar com Valter Hugo Mãe em uma próxima oportunidade."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos