Bilionário tcheco financiará jornal deficitário francês Libération

O bilionário tcheco Daniel Kretinsky prometeu financiar o deficitário jornal francês de esquerda Libération até que alcance o ponto de equilíbrio, informaram nesta terça-feira (20) os donos do veículo.

Investidor significativo dos meios de comunicação franceses, proprietário da revista Elle e co-proprietário do jornal Le Monde, Kretinskuy emprestará 14 milhões de dólares ao Libération para ajudar a conter as perdas até atingir o ponto de equilíbrio previsto para 2026, segundo a Presse Independante.

Além disso, a fundação de Kretinsky irá injetar um milhão de dólares no Independent Media Support Fund (FDPI), proprietários majoritários da Libération, segundo um comunicado interno do diretor geral do jornal, Denis Olivennes.

A declaração de terça-feira citou Kretinsky, que disse estar "contente de participar desta forma na continuação de um jornal independente que é essencial para o debate democrático".

Apesar de ter aumentado sua difusão em mais de 10% no último ano, a Libération não conseguiu frear as perdas, que atribui principalmente à queda nas vendas de anúncios durante a pandemia de covid-19.

Agora espera voltar a lucrar em 2026, contra a meta anterior de 2023.

Sua perda de operações ordinárias diminuiu a 7,9 milhões de dólares em 2021, diante de 12,3 milhões no ano anterior.

A revista Forbes estima o patrimônio líquido de Kretinsky, com 47 anos, em 5 bilhões de dólares.

ac/jh/js/lth/mab/mb/ms