Bill Gates quer reinventar a privada

FeiraO fundador da Microsoft e filantropo global, Bill Gates, lançou nesta terça-feira a busca por um sanitário que atenda melhor às necessidades dos países em desenvolvimento.

A Fundação Bill e Melinda Gates iniciou assim a "Feira da Reinvenção da Privada", em Seattle, e concedeu prêmios às melhores inovações na área.

"Os sanitários são extremamente importantes para a saúde pública e, se pensarmos, inclusive para a dignidade humana", disse Bill Gates no site www.thegatesnotes.com.

"As privadas que utilizamos no mundo desenvolvido são irrelevantes, pouco práticas e impossíveis para 40% da população mundial diante da falta do acesso à água, à eletricidade e às redes de esgotos".

Leia mais:
Apple licenciou patentes para Microsoft, declara executivo
Microsoft relança Hotmail como Outlook, e com lado social
Modelo de negócios da Apple conquista concorrentes

A "Feira da Reinvenção da Privada" é descrita como uma concentração de mais de 200 inventores, projetistas, investidores e especialistas em sistemas de gestão de dejetos.

Universidades de Grã-Bretanha, Canadá e Estados Unidos receberam prêmios por uma competição que começou no ano passado em busca de um sanitário melhor.

O primeiro lugar foi para o Instituto de Tecnologia da Califórnia, por desenhar um sanitário que utiliza energia solar e gera hidrogênio e eletricidade.

A britânica Universidade de Loughborough obteve a segunda posição, com um sanitário que transforma os dejetos em carvão biológico, minerais e água limpa.

O terceiro lugar coube à Universidade de Toronto, por um sanitário que recupera os minerais e a água e desinfeta os dejetos humanos.

"Quatro a cada dez pessoas do mundo não têm um local seguro para defecar", afirma a Fundação Gates em um vídeo.

"Aproximadamente 2,5 bilhões de pessoas no mundo não têm acesso a sistemas sanitários seguros para suas necessidades básicas corporais", segundo Bill Gates.

"Além da questão da dignidade humana, esta falta de acesso coloca em risco vidas humanas, cria um peso econômico e sanitário nos países pobres e prejudica o meio ambiente", afirmou Gates.

A comida e a água contaminada com fezes causam doenças intestinais que matam milhões de crianças anualmente, mais que a Aids e a malária juntas. "Inventar novos sanitários é uma das coisas mais importantes que podemos fazer para reduzir a mortalidade, as doenças, e melhorar a vida das pessoas", concluiu Gates.

Carregando...

Siga o Yahoo Notícias