Billie Eilish pede desculpas por vídeos com ofensa racial

·3 minuto de leitura

Resumo da notícia:

  • Billie Eilish se desculpou por um vídeo antigo que viralizou na última semana.

  • A cantora fez um desabafo em suas redes sociais.

Billie Eilish usou suas redes sociais para se desculpar por um vídeo antigo que viralizou nas redes. No registro, a cantora aparece usando uma palavra ofensiva aos asiáticos. Eilish ainda foi acusada de fazer uma imitação pejorativa do sotaque deles. Em uma carta aberta, a artista alegou que estava sendo taxada de uma coisa que não é.

Leia também:

Na gravação que circula no Tik Tok e revoltou os fãs de Billie, a jovem canta a música “Fish”, de Tyler, the Creator. Em certo momento, ela usa a palavra “ch*nk”, uma gíria empregada para ofender pessoas de origem asiática. Em outra parte, a cantora aparece falando palavras aleatórias rapidamente, o que foi interpretado por algumas pessoas como uma imitação do sotaque chinês. Mas Billie garante que não era esse o caso.

A letra da própria canção, inclusive, carrega a ofensa. O trecho em questão diz: “Slip it in her drink and in the blink of an eye, I can make a white girl look ch*nk”, que, em tradução livre, seria algo como: “Coloque na bebida dela, e num piscar de olhos, eu posso fazer uma garota branca parecer uma asiática“.

Em suas redes sociais, a cantora tentou se retratar sobre as postagens. “Eu amo vocês, e muitos de vocês têm me pedido para abordar isso. E isso é algo que QUERO abordar, porque estou sendo taxada como algo que não sou. Tem um vídeo editado de quando eu tinha 13 ou 14 anos, em que eu murmurei uma palavra de uma música que, na época, eu não sabia que era um termo depreciativo usado contra membros da comunidade asiática“, afirmou ela.

“Eu estou chocada e envergonhada e quero vomitar por ter pronunciado essa palavra. Essa música foi a única vez que ouvi essa palavra, pois nunca foi usada perto de mim por ninguém da minha família. Independentemente da minha ignorância e idade na época, nada minimiza o fato de que doeu. E por isso, eu lamento”, continuou.

Ela ainda citou a outra parte polêmica do vídeo. “O outro vídeo naquele clipe editado, sou eu falando em uma voz boba e sem sentido… Algo que comecei a fazer quando criança e fiz durante toda a minha vida ao falar com meus animais de estimação, amigos e família. É totalmente bobagem e apenas eu brincando, e de forma alguma é uma imitação de alguém ou qualquer idioma, sotaque ou cultura. Qualquer um que me conhece, já me viu brincando com vozes durante toda a minha vida“, justificou Eilish.

“Independentemente de como foi interpretada, não quis que nenhuma de minhas ações causasse dor a outras pessoas e me parte o coração que isso esteja sendo rotulado agora de uma forma que pode causar dor às pessoas que o ouvem. Não só acredito, mas sempre trabalhei muito para usar minha plataforma e lutar por inclusão, gentileza, tolerância, equidade e igualdade. Todos precisamos continuar tendo conversas, escutando e aprendendo. Eu escuto e amo vocês“, finalizou a artista.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos