Bing suspende recurso de "autocompletar" em buscas na China

·2 min de leitura
A smartphone with the Microsoft Bing logo is displayed against the backdrop of a Chinese flag in this picture illustration taken January 24, 2019. REUTERS/Dado Ruvic/Illustration
Bing suspendeu recurso de autocompletar em suas pesquisas no site em território chinês. REUTERS/Dado Ruvic/Illustration
  • Site de busca suspendeu sua função de sugestão de autocompletar na China;

  • Bing é o único mecanismo de busca estrangeiro disponível na China;

  • Microsoft já havia entrado em outras polêmicas com chineses neste ano;

O Bing, da Microsoft, o único grande mecanismo de busca estrangeiro disponível na China, disse que uma "agência governamental relevante" exigiu que uma outra "agência governamental relevante" suspendesse sua função de sugestão de autocompletar em suas buscas na China por 30 dias, de acordo com informações da agência Reuters.

Leia também:

As empresas de Internet na China foram atingidas no ano passado por uma repressão regulatória que impôs novas restrições em áreas do conteúdo à privacidade do cliente. O governo chinês também disse que deseja plataformas para promover mais ativamente os valores socialistas fundamentais. Em nota, o Bing declarou que "é uma plataforma de busca global e continua comprometido em respeitar o estado de direito e o direito dos usuários de acessar informações", porém, sem especificar os motivos da suspensão.

Microsoft já havia fechado LinkedIn na China

Em outubro, a Microsoft anunciou que encerraria sua plataforma de rede social profissional LinkedIn na China, citando "um ambiente operacional significativamente mais desafiador e maiores requisitos de conformidade" no país. Em substituição, a empresa criou a plataforma InJobs, com características semelhantes a do LinkedIn, porém, sem a aba de rede social. 

A Microsoft já havia entrado em polêmica no mês de junho deste ano, quando segundo o Business Insider, esteve escondendo resultado de imagem para usuários norte-americanos e de outros países que pesquisassem o termo "homem-tanque" no dia 4 de junho, e parecia ter rebaixado algumas buscas de imagens por outros termos relacionados ao massacre da Praça da Paz Celestial, em Pequim, na mesma data, em 1989.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos