Bip Bip e Amarelinho da Cinelândia, dois ícones da boemia carioca, anunciam retorno em grande estilo

·2 min de leitura

RIO — Dois ícones da boemia carioca estão de volta. E em grande estilo. Animadas rodas de samba vão embalar as reberturas do bar Bip Bip, em Copacabana, nesta sexta-feira, e do Amarelinho da Cinelândia, no próximo dia 20, um sábado, conforme noticiou em seu blog o jornalista Ancelmo Gois, de O GLOBO.

Sob nova direção: Dono do Belmonte assume Amarelinho e promete reabrir bar tradicional da Cinelândia em setembro, após obras

O Bip Bip, que é pequeno no tamanho mas não na animação, programou uma roda de samba em homenagem a Paulinho da Viola e João Nogueira, nesta sexta, para comemorar sua reabertura. O bar estava fechado desde o começo da pandemia. O estabelecimento não vai abrir no sábado, mas o samba de domingo está confirmado.

A previsão é que nas próximas semanas o bar abra as portas também de terça a quinta-feira, com as já tradicionais apresentações de choro, MPB e Bossa nova, além do samba. Nem mesmo a morte do fundador, Alfredinho, em 2019, decretou o fechamento do bar, o que acabou acontecendo por causa da pandemia.

Já o tradicional Amarelinho da Cinelândia está trocando de mãos. O ponto foi comprado pela rede de botecos Belmonte, e depois de uma reforma iniciada em outurbo, prepara o seu retorno em grande estilo. A casa estava fechada desde o início da pandemia, chegou a reabrir, mas fechou de novo.

Investimentos:Governo do Rio autoriza investimentos de R$ 2 bilhões em infraestrutura

Quem passa pelo local já pode observar uma movimentação de operários que estão preparando a reabertura, que promete trazer mais vida para a Cinelândia. A volta do Amarelinho será com um a apresentação de Moacyr Luz e o Samba do Trabalhador e chope por conta da casa para quem aparecer por lá, entre as 14h e 18h do dia 20. Serão distribuídos 60 barris.

O empresário Antônio Rodrigues, dono da rede Belmonte, que está assumindo o espaço, garante que o frequentador do Amarelinho vai encontrar um serviço diferenciado, melhor atendimento e a tradição de sempre. A batata frita, a farofa e a picanha continuam no cardápio, assim como outros pratos tradicionais.

— As pessoas que conhecem a história do Rio sabem a importância do Amarelinho. O carioca pode esperar mais alegria e vida nova para a Cinelândia. O bar fechado e apagado não combina com o charme do local e seu patromônio, como os prédios da Câmara de vereadores e Biblioteca Nacional — aponta o novo dono.

Antônio garante aos antigos clientes que não haverá mudanças radicais, a não ser no atendimento, que promete ser o melhor. As obras foram apenas para melhoria da cozinha e do bar. As principais características que fizeram a fama do bar estarão preservadas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos