Bitcoin é commodity e todas as outras criptos são valores mobiliários, diz presidente da SEC

Em conversa com a CNBC nesta segunda-feira (27), o presidente da SEC afirmou que o Bitcoin é a única commodity do mercado e que todas outras criptomoedas e tokens são valores mobiliários. Em outras palavras, é possível que estes outros projetos sofram com ações regulatórias no futuro.

Indo além, Gary Gensler também comentou sobre stablecoins e outros riscos do mercado após o apresentador mencionar a falta de transparência da maior stablecoin do mercado, a Tether (USDT).

Com isso, muitos lembraram que a SEC ainda não aprovou um ETF de Bitcoin à vista, assim como fez com todas outras commodities do mundo. Portanto, o futuro parece promissor para o Bitcoin.

Bitcoin é diferente das outras criptomoedas

Aos poucos, mais pessoas estão percebendo que o Bitcoin é bastante diferente de outras criptomoedas e tokens existentes no mercado. Além de ter sido a primeira, quando não havia tanta especulação financeira sobre o setor, outros pontos como sua “largada justa”, ou seja, sem pré-mineração, e algoritmo de consenso tornam o Bitcoin único.

Citando o Ethereum como exemplo, é necessário notar que houve uma pré-mineração de Ether (ETH), bem como uma espécie de ICO (sigla para Oferta Inicial de Moedas) antes do lançamento do projeto. Além disso, sua transição para Proof-of-Stake, programada para este ano, deixa tudo mais complicado, afinal seus detentores poderão receber uma espécie de dividendos sobre seu saldo.

Embora não tenha citado o Ethereum, Gary Gensler, presidente da SEC, aponta que a única criptomoeda que não se encaixa como um valor mobiliário é o Bitcoin.

“Os investidores esperam por retorno, assim como esperam quando investem em outros ativos financeiros que chamamos de securities (valores mobiliários),” afirma Gary Gensler, presidente da SEC. “E muitos destes criptoativos financeiros possuem os principais atributos de uma security.”

“Algumas, como o Bitcoin — e este é o único que falarei sobre, pois não comentarei sobre nenhum destes tokens — meus predecessores e outros dizem que são commodities.”

A conversa de Gary Gensler foi repostada por Michael Saylor, CEO da empresa com o maior número de bitcoins em caixa, que aproveitou para opinar sobre o assunto.

“O Bitcoin é uma commodity, essencial para qualquer ativo de reserva do tesouro,” escreve Michael Saylor. “Isso permite que políticos, agências, governos e instituições apoiem o bitcoin como tecnologia e ativo digital para expandir a economia e estender direitos de propriedade e liberdade a todos.”

Investidores pedem por ETF de Bitcoin à vista

Aproveitando a fala do presidente da SEC, alguns lembraram que a SEC ainda não aprovou um ETF de Bitcoin à vista, o que poderia fazer o preço do Bitcoin disparar devido à exposição à grandes empresas que hoje não podem comprar o ativo.

Contudo, muitos players da indústria acreditam que a aprovação de tal ETF seja apenas questão de tempo. Afinal, a SEC está ficando sem desculpas, enquanto isso outros países já negociam ETFs similares em suas bolsas.

Portanto, com o Bitcoin em forte queda e com um futuro promissor pela frente, é possível que este seja mais um ótimo período para acumular satoshis a baixo preço, antes que mais empresas como a MicroStrategy e a Tesla encham suas carteiras de BTC.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos