Bitcoin passa pelo seu maior teste em El Salvador

·2 minuto de leitura
Entusiastas e detratores vão monitorar o experimento para ver se um número significativo de pessoas deseja fazer transações com o Bitcoin, em El Salvador. (REUTERS/Jose Cabezas)
  • País da América Central será o primeiro a adotar o Bitcoin

  • Presidente do país fez a compra de 400 bitcoins

  • 200 caixas eletrônicos de Bitcoin foram instalados em todo o país

Em 12 anos de história, o Bitcoin terá o grande teste para o seu futuro como moeda. A partir dessa terça-feira (7), El Salvador adotará a criptomoeda como moeda. Entusiastas e detratores vão monitorar o experimento para ver se um número significativo de pessoas deseja fazer transações com o Bitcoin, que vai circular junto ao dólar americano e tentar trazer algum benefício para a violenta e empobrecida nação da América Central.

O presidente Nayib Bukele é um dos grandes entusiastas da ideia e fez a compra das primeiras 400 criptomoedas para o país, por um valor de quase R$ 110 milhões. Caso a experiência funcione em El Salvador, outros países podem seguir o exemplo de El Salvador. Sua adoção receberá um impulso inicial da carteira no aplicativo Chivo, que vem pré-carregada com US$ 30 (R$ 160) em moeda para usuários que se registrarem com um número de identidade nacional salvadorenho.

As empresas serão obrigadas a aceitar Bitcoin em troca de bens e serviços, e o governo o aceitará para pagamentos de impostos. O plano é ideia do presidente de El Salvador, de 40 anos, que afirma que vai atrair mais pessoas para o sistema financeiro e baratear o envio de remessas.

A administração de Bukele instalou 200 caixas eletrônicos Bitcoin em todo o país que podem ser usados ​​para trocar a criptomoeda por dólares americanos. O Ministério das Finanças criou um fundo de US$ 150 milhões no Banco Central do país para apoiar as negociações com a criptomoeda.

O dólar continuará sendo a moeda nacional para fins de contabilidade pública, e os comerciantes que são tecnologicamente incapazes de receber a moeda eletrônica ficarão isentos da lei, disse o governo.

A economia dolarizada de El Salvador depende fortemente de remessas enviadas para casa por migrantes no exterior, totalizando US$ 6 bilhões no ano passado e respondendo por cerca de um quinto do produto interno bruto. Bukele diz que o Bitcoin pode economizar US$ 400 milhões por ano para salvadorenhos em taxas por essas transações.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos