BlaBlacar recebe aporte de R$ 638,3 milhões em meio à pandemia

Redação Finanças
·2 minuto de leitura
A picture taken on January 30, 2018 shows the new BlaBlaCar logo at the company's headquarters in Paris. - The carpool platform BlaBlaCar will multiply the travel options offered to its community of users with a new algorithm deployed gradually until next summer, learn the AFP during a press conference on January 30, 2018. (Photo by Philippe LOPEZ / AFP) (Photo by PHILIPPE LOPEZ/AFP via Getty Images)
BlaBlaCar é dona de app de caronas intermunicipais (Philippe Lopez/AFP via Getty Images)
  • BlaBlaCar recebeu investimento de R$ 683,3 milhões da VNV Global

  • Objetivo é investir nas operações para fora da Europa

  • Startup é dona de aplicativo de caronas intermunicipais

Em anúncio feito nesta terça-feira (20), a BlaBlaCar, startup de caronas criada na França, divulgou que recebeu um aporte de US$ 115 milhões (R$ 638,3 milhões na cotação atual). Com o investimento, liderado pela VNV Global, o objetivo é expandir as operações para fora da Europa e se tornar um “superapp de viagens”. As informações são do Estadão.

Leia também:

Presente em 22 países, depois do impacto negativo no início da pandemia da covid-19, a empresa tem retomado aos poucos as operações ao redor do mundo. Assim, esse investimento chega para impulsionar essa volta.

A startup diz que alcançou um crescimento de dois dígitos nas caronas intermunicipais e na venda de passagem de ônibus pelo aplicativo fora da Europa, principalmente em viagens mais curtas. 

Nicolas Brusson, cofundador e presidente executivo da BlaBlaCar, diz que “a crise da covid-19 foi um verdadeiro teste de resiliência para vários modelos no setor de viagens”. “Este investimento adicional fortalece nossa posição e nos dá mais poder para implementar uma estratégia de crescimento competitiva”, conclui.

Como funciona o aplicativo

Com cinco anos em atividade no Brasil, a BlaBlaCar já tinha oito milhões de usuários no país em 2020. O aplicativo gratuito faz ponte entre quem quer carona e quem oferece lugar no carro. Para que o motorista faça o cadastro, é preciso enviar cópia digital da CNH (Carteira Nacional de Habilitação). 

São os condutores que estipulam o preço e recebem o dinheiro na hora da viagem, sem intermédio do aplicativo. Há também a opção de avaliar o motorista e fazer observações sobre a carona. 

Desde outubro do ano passado, a empresa também oferece passagens de ônibus.