Black Friday começa com antecipação de vendas e sites lentos

Fernanda Capelli
Consumidores aguardam a abertura da unidade do Magazine Luiza no bairro de Pinheiros, em São Paulo

A quinta edição da Black Friday Brasil começou oficialmente à 0h desta sexta (28) com grande movimentação no comércio eletrônico – o que gerou problemas de lentidão em alguns sites – e também com lojas físicas alterando seus horários de funcionamento. Em São Paulo, alguns varejistas, como o Extra, anteciparam o início da promoção para as 22h de quinta, atraindo filas para os pontos de venda.

O Walmart iniciou as operações a partir das 6h para receber os consumidores em busca de descontos. O Pão de Açúcar abriu suas lojas a partir das 7h, enquanto o Magazine Luiza antecipou seu horário de funcionamento para as 8h.

Criada nos Estados Unidos, a Black Friday desembarcou no Brasil primeiramente pelo comércio eletrônico, mas nos últimos anos tem chegado com força aos shoppings e lojas de rua. Nos Estados Unidos, também foram registradas grandes filas em alguns varejistas durante a madrugada e início da manhã.

Sites lentos
Os Procons de diversas cidades montaram esquemas especiais para atender os consumidor na BlackFriday. Durante a madrugada, o Procon de São Paulo recebeu diversas queixas de internautas a respeito de lentidão ou problemas nos sites, além de reclamações de promoções falsas.

“Coloquei no meu carrinho dois tablets, mas depois de escolher a garantia o site diz que meu carrinho está vazio”, relatou no Facebook do Procon-SP a internauta Tais Curbelo Souto, que tentava fazer a compra em uma loja virtual. Problema parecido teve o internauta Bruno Alves no site de uma livraria. “Estou tentando comprar uma televisão que está sendo anunciada, mas quando vou fechar a compra aparece que não tem a televisão em estoque.”

O publicitário Pedro Eugênio Piza, fundador do site Busca Descontos e responsável por organizar o evento para o Brasil, aconselha que os internautas evitem os períodos “de pico” para as compras. Além da madrugada que passou, o movimento deve ser elevado no horário do almoço e a partir das 18h, segundo ele. “Fazendo isso, pesquisando a loja em que vai comprar e o preço do produto, a chance de fazer um grande negócio é muito alta”, diz Pedro Eugênio.

Para assegurar que as lojas estão fazendo um trabalho correto, a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, lançou ano passado o selo Black Friday Legal. O selo mostra que a loja em questão segue o Código de Ética e está comprometida em oferecer apenas descontos honestos ao internauta. As lojas participantes podem ser conferidas no site da Black Friday.

Leia também:
Procons realizam esquema especial durante a Black Friday
Começa a Black Friday Brasil 2014 - veja dicas e saiba como comprar com segurança