Black Friday: confira os produtos mais procurados e a variação de até 150% nos preços entre lojas

Pollyanna Brêtas

A espera acabou e a Black Friday começou com a promessa de promoções agressivas e viradão de preços baixos. Não por acaso, a data acompanha a liberação da primeira parcela do 13º dos trabalhadores da iniciativa privada. Uma pesquisa da plataforma "Zoom" mostra que a variação de preços nas lojas online chegou a 150%, na véspera da Black Friday. Entre os produtos mais procurados pelos consumidores estão ar condicionado, smarthphone, óculos e até pneus.

Os descontos nas lojas e na internet vão desde restaurantes, e-commerces e mercados colocam promoções à mesa, passagens aéreas, agências de viagens e hotéis e cosméticos e serviços de beleza que entraram em promoção. Além disso, ramos inusitados que vão de motéis e metrô até produtos de instituições financeiras também anunciaram um pacotes de vantagens para os consumidores. Para aproveitar a temporada de ofertas é importante observar desde o momento certo de ficar online, escapar da lentidão dos sites, até elencar os produtos favoritos para receber em tempo real a atualização de preços.

Para os caçadores de cupons e cashback, o cadastro antecipado ajudará a aproveitar as melhores oportunidades.  Alguns cartões de crédito oferecem o benefício para acúmular ponto a cada fatura paga, convertendo cada dólar gasto em um ou mais pontos. Esse bônus pode ser trocado por produtos ou convertido em milhas, por meio da transferência para programas de fidelidade de companhias aéreas, como Tudo Azul, da Azul; Smiles, da Gol; e Latam Pass, da Latam.

Acompanhe a variação de preços

Um levantamento do Zoom, plataforma de comércio eletrônico, mostra os 10 produtos mais buscados na véspera da Black Friday e a oscilação dos preços:

Produto

Menor Preço

Maior Preço

Variação 

R$ 1.019,00

R$ 1.549,90 

52%

 

R$ 1.199,01

R$ 2.099,00 

75%



 

R$ 348,41 

-

-

R$ 103,49  

R$ 259,00

150%

R$ 699,00 

R$ 1.540,88 

120%

 

R$ 899,10

R$ 999,00

11%

R$ 899,10 

R$ 2.000,00

122%

R$ 987,05

R$ 2.000,00

103%

R$1788,90 

R$3.195,45 

79%

10º

R$ 908,16

R$ 1.929,90

113%

* Os preços podem sofrer alterações já que a busca é dinâmica e acompanha a variação de preços dos próprios varejistas.


Smartphone

Quase metade dos consumidores (44%) pretende comprar em um novo smartphone na Black Friday deste ano, segundo pesquisa realizada pela plataforma de comparação de preços Zoom. O levantamento ouviu 7.038 pessoas. Além disso, o estudo mostrou que os aparelhos de entrada e intermediários, ou seja, de menor custo, serão os mais buscados na data, já que 45% dos entrevistados pretendem gastar até R$ 1 mil no celular e 34% entre R$ 1 mil e R$ 2 mil.

Uma pesquisa do site BlackFriday.com.br, que reúne ofertas do período, revela que celulares/smartphones são os produtos mais buscados da temporada. Eles fazem parte da intenção de compra de 36,5% dos 1.297 consumidores entrevistados. Em seguida, vêm os eletrodomésticos (36,3%) e televisões/vídeos (29,3%).

Já a plataforma Promobit, de cupons e promoções, as categorias que mais aparecem em oferta são perfume/beleza, vestuário e games. Os maiores descontos com 77% estão na categoria de livros. Os celulares aparecem com uma média de 20% de abatimento.

Maquiagem de preços

Nesta sexta-feira, dia da Black Friday, a equipe de fiscalização do Procon Estadual do Rio de Janeiro irá a lojas selecionadas para verificar se está ocorrendo de fato a aplicação de descontos em produtos participantes de promoções do evento. Além disso, irá inibir possíveis práticas irregulares.

Outra estratégia para evitar comprar um produto pela "metade do dobro" e para não ser vítima da chamada “maquiagem de preços” — correção do valor para que depois seja concedido um falso abatimento —  é monitorar os valores com a ajuda de sites comparadores.  Uma pesquisa feita pelo EXTRA, com base em dados do comparador Zoom, mostra que alguns produtos já subiram até 42,72%.

— Em alguns sites, é possível consultar o histórico de preços de seis meses ou até um ano — disse Ione Amorim, economia do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

Nas compras feitas pela internet, o consumidor tem garantido o direito de arrependimento:

— O consumidor tem o direito de desistir, em até sete dias, de toda e qualquer compra realizada fora do estabelecimento físico do fornecedor. Esse é o caso das compras online. Caso o consumidor não receba os produtos adquiridos online dentro do prazo indicado no ato da compra, ele deverá entrar em contato com o SAC da empresa para solicitar a entrega imediata ou, caso não tenha mais interesse no produto, informar que desistiu da compra e solicitar o reembolso das parcelas eventualmente pagas — explica a advogada Glaucia Coelho, sócia do escritório Machado Meyer.

Camille Missick Guimarães, professora do Centro de Ciências Jurídicas da Estácio e especialista em Direito do Consumidor, observa que os clientes podem enfrentar problemas de lentidão nos sites dependendo do horário que elegeram para finalizar as compras:

— Os descontos costumam aparecer aos montes já nos primeiros minutos da sexta-feira, mas seguem pelas 24 horas seguintes. Então, para não ter problemas com lentidão dos sites ou para finalizar a compra, preste atenção nos horários que devem ser evitados: virada de quinta para sexta, início da manhã, entre 8h e 10h, horário do almoço e depois das 18 h desta sexta-feira — acredita Camille Missick.

No aplicativo e nas lojas físicas

 

Os shoppings do Rio de Janeiro terão horário especial e mais de 10 mil itens com descontos de até 95% via aplicativos, como Shopping Tijuca, Plaza Niterói e NorteShopping. Serão mais de 10 mil itens com descontos de até 95% em ações ‘figital’, que misturam o varejo digital e físico. Os centros comerciais vão disponibilizar juntos 9 cervejeiras a R$ 100 cada. No Shopping Tijuca serão 8 mil itens com descontos disponíveis em cupons no novo app do shopping de sexta, às 10h, até domingo. Entre as promoções imperdíveis tem máquina de café expresso com 80% de desconto.

Na Black Friday do NorteShopping, sexta, um aplicativo de realidade aumentada vai disponibilizar mais de 2 mil ofertas através da leitura de Black Moedas das 10h às 23h. Entre os itens promocionais estão 200 tickets de estacionamento a R$ 1 e 10 headphones a R$ 1.

No Plaza Niterói são mais de 3 mil ofertas pelo aplicativo Black Moedas Plaza Niterói a partir das 9h de sexta, como sandálias com 70% de desconto.

Além dos descontos de até 70% (sexta a domingo), quem for aproveitar a Black Friday do Américas Shopping poderá sair com um presente nas mãos. Na sexta, a partir das 17h, um animador convocará os clientes a tentarem a sorte na Roleta Premiada. Quem tiver notas fiscais no valor de R$ 200,00 (ou mais) poderá girar a brincadeira (apenas uma vez) e ganhar um dos prêmios. Entre eles brindes de lojas como California Coffee, Kopenhagen, Imaginarium, Amigão etc.  Na sexta, o shopping ficará aberto até às 23h.

No Center Shopping, em Jacarepaguá, na sexta e sábado, a partir das 14h, um animador estará pelos corredores com balões de gás com brindes das lojas. Para tentar a sorte não precisa apresentar cupom fiscal. Na loja Zinzane do Shopping, a blusa color manga sai de R$129,99 por R$ 39,99. Já na loja DreamHouse do Via Brasil Shopping, o conjunto box Fiji (cama) sai de R$ 2.399,00 por R$ 1.599,00.

A “Chuva de Descontos” no Shopping Grande Rio contará com ofertas de até 70% de desconto em diversos segmentos, como vestuário, lazer, eletrônicos, alimentação, calçados e brinquedos. Grandes redes, como Werner Coiffeur, Centauro, Gustavo Tattoo Studio, Mapa da Mina, Enzo, entre outras, já estão confirmadas na ação. O Grande Rio funcionará em horário especial, abrindo na sexta-feira e sábado, das 9h às 23h (Alimentação e Lazer), e das 9h às 22h (lojas e quiosques). No domingo, das 10h às 23h (Alimentação e Lazer), e das 10h às 21h (lojas e quiosques).

Confira dicas:

1.       Faça uma lista

Já tenha em mente o que gostaria ou precisa adquirir, independente das ofertas relâmpagos. 

2.       “Favorite” seus objetos de desejo 

A maioria dos sites de venda online hoje permite que o cliente (cadastrado) marque os produtos favoritos ou desejados, que ficam registrados na conta, facilitando assim, a aquisição deles com maior agilidade. 

3.       Estabeleça um limite 

Se um valor limite não for estabelecido e a satisfação do consumo momentâneo falar mais alto, dívidas que não podem ser pagas poderão ser contraídas contrariando o objetivo: economizar.  

4.       Pesquise antes os preços reais e a idoneidade das empresas em sites que prestam este tipo de serviço 

Confira o histórico de cada loja; se ela tem mais de 1 ano de existência ou se o histórico é ruim no PROCON ou SERASA. O site “Consumidor.gov.br”, entre outros serviços, traz avaliação das empresas, de outros usuários.

5.       Observe se a compra tem nota fiscal 

Para não ter ainda mais problemas caso precise trocar ou desistir de uma compra, jamais abra mão da nota fiscal. 

6.       Veja o preço do frete 

Às vezes, o produto está abaixo dos preços em outros sites, mas o valor do frete ultrapassa desconto e preço final dos concorrentes.

7.        As fotos podem enganar

Observe bem todas as especificações do produto para não ter aquela dor de cabeça na hora de receber a encomenda. No entanto, para estes casos, saiba que você tem sete dias para se arrepender nas compras online, e pode cancelar a compra, devolver o produto e pedir o dinheiro de volta.

8.       Escolha a melhor forma de pagamento

Alguns produtos apresentam valores diferentes se forem pagos à vista ou parcelados. A condição de pagamento também pode ser diferente de acordo com o meio escolhido: no boleto bancário, geralmente o parcelamento é menor ou não é permitido.

9.       Troca de produtos comprados pela internet

Pelo Código de Defesa do Consumidor, as lojas não são obrigadas a trocar os produtos, caso não haja algum defeito ou propaganda enganosa. A política de troca pode variar de loja para loja. No entanto, muitas delas aceitam a troca, em função de cores ou tamanhos, dentro de um prazo pré-estabelecido(fique atento às letras miúdas). Os custos de frete ficam a cargo do consumidor.

10.      Produto com defeito

A substituição de produtos defeituosos ou com mau funcionamento é garantida pelo Código de Defesa do Consumidor. Existem prazos para reclamar com a loja virtual, que variam de acordo com o tipo de produto. Para eletrodomésticos, eletrônicos e outros produtos duráveis, o prazo é de até 90 dias. Para os não duráveis, como alimentos e flores, o prazo é de 30 dias. A partir disso, fica valendo a garantia do fabricante. Se depois de 30 dias da reclamação o problema não for resolvido, você poderá, além de trocar o produto por outro igual, solicitar devolução imediata do valor pago.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Extra (21 99644 1263)