Black Friday: vendas no varejo têm alta de 6,9% este ano frente a 2021

As vendas no varejo cresceram 6,9% na Black Friday na comparação com igual período do ano pas sado. Segundo pesquisa da Cielo, o e-commerce registrou avanço de 21,1%, enquanto as compras nas lojas físicas subiram 5,4%.

O setor que mais se destacou foi o de Drogarias e Farmácias, com avanço de 25,9% nas vendas, seguido por Turismo e Transporte, Cosméticos e Higiene Pessoal, com alta de 25,1% e 22,2%, respectivamente.

Nos EUA:Black Friday sem tumulto num ano em que a inflação se aproxima dos 10%

Estratégia: Varejo se volta para eletroeletrônicos premium, focando no consumidor que pode pagar

Segundo a pesquisa, dos segmentos mais significativos para o varejo, o único a registrar queda foi o de Móveis, Eletrodomésticos e Departamentos, de -3,6%.

A região Sul do país registrou o maior avanço nas vendas presenciais, de 14,2%, com destaque para o Rio Grande do Sul, que teve avanço de 18,4%. Em seguida, o Sudeste teve o maior destaque (6,5%), com Minas Gerais liderando o avanço no faturamento (8,6%), São Paulo (7,4%) e Rio (3,3%).

Black Friday: confira dez dicas para evitar cair no golpe do boleto falso

A região Norte foi a única em que o faturamento caiu. As vendas recuaram 2,9%, com destaque negativo para Roraima, com recuo de 16%.

Segundo o superintendente de dados e inovação da Cielo, Vitor Levi, mesmo com a performance deste ano ainda está 2,8% menor do que em 2019, ano anterior à pandemia. Ele afirmou que a queda no setor de Móveis, Eletro e Departamento pode estar associada à antecipação de promoções ao longo do mês de novembro.