Blatter e Platini iniciam julgamento por fraude na Fifa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Blatter se mostrou confiante antes de julgamento que está acontecendo na Suíça. Foto: Fabrice Coffrini/AFP via Getty Images
Blatter se mostrou confiante antes de julgamento que está acontecendo na Suíça. Foto: Fabrice Coffrini/AFP via Getty Images

Sepp Blatter e Michel Platini, que já foram chefes do futebol mundial e europeu, compareceram a um tribunal suíço nesta quarta-feira (8) para serem julgados por uma suspeita de pagamento fraudulento.

O ex-presidente da FIFA Blatter, 86, e Platini, 66, compareceram ao Tribunal Criminal Federal da Suíça na cidade de Bellinzona, após uma investigação que começou em 2015 e durou seis anos.

Leia também:

A dupla está sendo julgada por um pagamento de dois milhões de francos suíços (cerca de 10 milhões de reais) em 2011 a Platini, que na época era responsável pela Uefa.

Ambos são acusados ​​de fraude e falsificação de documento. Blatter é acusado de apropriação indébita e má gestão criminal, enquanto Platini é acusado de participar desses crimes.

"Estou muito confiante", disse Blatter a repórteres antes de entrar, acrescentando que estava "com a consciência limpa".

O julgamento terminará em 22 de junho, com os três juízes esperados para dar seu veredicto em 8 de julho. Se condenada, a dupla pode pegar até cinco anos de prisão ou multa.

No tribunal, antes de entrar nas acusações feitas aos réus, a equipe jurídica de Platini tentou ampliar o escopo do caso para abrir uma investigação separada sobre o atual presidente da FIFA, Gianni Infantino, que está no poder desde 2020.

A defesa e a acusação concordam em um ponto: Platini foi contratado como consultor de Blatter entre 1998 e 2002. Eles assinaram um contrato em 1999 para uma remuneração anual de 300.000 francos suíços (1,5 milhão de reais).

A Procuradoria Geral da Suíça (OAG), que apresentou a acusação, diz que esse valor foi faturado por Platini e pago integralmente pela FIFA. Mas alega-se que mais de oito anos depois, Platini apresentou uma fatura fictícia de dinheiro ainda devido por seu tempo como consultor.

Joseph "Sepp" Blatter ingressou na FIFA em 1975, tornou-se seu secretário-geral em 1981 e presidente do órgão que governa o futebol mundial em 1998.

Ele foi forçado a renunciar em 2015 e foi banido pela FIFA por oito anos, depois reduzido para seis, por violação de ética por autorizar o pagamento a Platini, supostamente feito em seu próprio interesse e não no da FIFA.

Platini é considerado um dos maiores jogadores de todos os tempos do futebol mundial. Ele ganhou a Bola de Ouro em três oportunidades, 1983, 1984 e 1985.

O craque francês foi presidente da UEFA de janeiro de 2007 a dezembro de 2015. Ele apelou contra sua suspensão inicial de oito anos no Tribunal Arbitral do Esporte, que a reduziu para quatro anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos