Blinken e Lavrov enfatizam diálogo apesar de "sérias diferenças" entre EUA e Rússia

·1 minuto de leitura
Blinken e Lavrov durante encontro na Islândia

Por Humeyra Pamuk

REYKJAVIK (Reuters) - O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, e o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, enfatizaram que seus dois países têm diferenças, mas devem trabalhar juntos em algumas questões, ao iniciarem negociações na Islândia na noite de quarta-feira.

No discurso de abertura diante de repórteres, Blinken disse que "não é segredo que temos nossas diferenças" e que Washington responderia a atos agressivos da Rússia, mas que o mundo estará mais seguro se os líderes dos dois países trabalharem juntos.

Lavrov afirmou que a Rússia e os Estados Unidos têm "sérias diferenças", mas precisam cooperar "nas esferas em que nossos interesses colidem".

A reunião marcou a primeira conversa pessoal de alto nível entre os governos Biden e Putin, antes de uma possível cúpula presidencial em junho na tentativa de melhorar os laços entre os ex-adversários da Guerra Fria.

As relações estão tensas desde março, quando o presidente dos EUA, Joe Biden, disse que considerava o presidente Vladimir Putin um "assassino", o que levou Moscou a chamar de volta seu embaixador nos Estados Unidos para consultas. O enviado ainda não voltou.

A Rússia está pronta para resolver as questões deixadas pela administração anterior dos EUA, acrescentou Lavrov, referindo-se à Presidência de Donald Trump.

Blinken afirmou que Biden deseja "uma relação estável e previsível com a Rússia" e que os dois países podem trabalhar juntos no combate à pandemia do coronavírus, sobre as mudanças climáticas, enfrentamento dos programas nucleares do Irã e da Coreia do Norte e o conflito no Afeganistão.

(Reportagem de Humeyra Pamuk em Reykjavik; reportagem adicional de Vladimir Soldakin em Moscou e Simon Lewis em Washington)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos