Blitz flagra festa clandestina com 600 pessoas na região metropolitana de SP

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO. A força-tarefa de fiscalização do governo de São Paulo encerrou, na madrugada deste domingo, uma festa clandestina com 600 pessoas em Osasco, na região metropolitana de São Paulo. No local, foram identificadas cerca de 400 pessoas sem mácaras.

O grupo não mantinha distanciamento social, consumia bebidas alcoólicas e fumava narguilé. A Polícia Civil deteve o responsável pelo evento e três funcionários. Eles foram autuados por infração de medida sanitária preventiva. Os policiais também aprenderam equipamentos de som e uma máquina de cartão bancário.

O espaço foi interditado por descumprir as medidas do Plano São Paulo e promover evento com aglomeração.

Já na zona sul da capital paulista, a Polícia Civil flagrou 100 pessoas dentro de uma tabacaria, no bairro do Jardim São Luís. O caso foi registrado como infração de medida sanitária preventiva.

Além dessas ações, outros 12 estabelecimentos foram inspecionados e orientados pelo Comitê de Blitze, formado pelo governo nestadual e pela prefeitura da capital. Foram flagradas ainda mais duas festas clandestinas.

Criado em março, o Comitê de Blitze tem como objetivo reforçar as fiscalizações e o cumprimento das medidas restritivas do Plano São Paulo e evitar a propagação do novo coronavírus.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos