Bloco atingido por queda de caixa d'água será preparado na segunda para passar por reforma

A prefeitura do Rio anunciou para a próxima segunda-feira (20) o início da limpeza e preparação do local para reparos no prédio onde caiu uma caixa d’água no Condomínio Leme II, em Santa Cruz, na Zona Oeste. A obra se limitará ao bloco 8, que foi atingido durante o acidente, e ficará sob responsabilidade da Direcional Engenharia, a empresa que construiu o conjunto.

O cronograma de obras será definido a partir da sexta-feira que vem, sendo que todas as unidades atingidas serão reformadas pela construtora, segundo a prefeitura. O desabamento do reservatório, ocorrido na quarta-feira, feriu duas pessoas sem gravidade. Porém, os imóveis foram interditados pela Defesa Civil municipal.

Equipes da Secretaria Municipal de Habitação estão acompanhando a remoção dos pertences das 18 famílias e finalizando os cadastros, notificando perdas e objetos recuperados. Dessas famílias, 16 optaram por receber o auxílio habitacional temporário (AHT) dado pela Prefeitura, no valor de R$ 400; Outras duas optaram pela estadia num hotel em Itaguaí com deslocamento, café da manhã, almoço e janta pagos pela construtora responsável pela obra, assim como apoio do ônibus da liberdade para manter as crianças nas escolas.

Após o acidente, a prefeitura anunciou, nesta quinta-feira, que vai vistoriar todos os condomínios construídos pela Direcional Engenharia na cidade e que foram contemplados na Faixa I do programa Casa Verde Amarela, antigo Minha Casa Minha Vida. A construtora se responsabilizará pelas vistorias dos outros empreendimentos que ela construiu em todo o Brasil.

Os engenheiros da prefeitura ainda analisam o que causou o acidente e se houve algum erro no projeto. Uma perícia foi realizada nesta quinta-feira pelos técnicos da secretaria municipal de Habitação que devem elaborar um parecer sobre o episódio.

A Polícia Civil também investiga o caso e já ouviu os depoimento do síndico e dos engenheiros responsáveis pela obra. Uma perícia também foi feita pelo no local e a 36ª DP (Santa Cruz), responsável pela apuração, aguarda o resultado do laudo para concluir as investigações.

Procurada, a Direcional Engenharia afirmou que "os técnicos estão fazendo as análises necessárias para definir as intervenções de engenharia e o cronograma de trabalho".

Como foi o acidente

O acidente aconteceu na manhã de quarta-feira. O reservatório cilíndrico medindo 25 metros de altura e com capacidade para 60 mil litros água que ficava em cima de uma casinha de manutenção cedeu. Ao tombar, arrancando partes da lateral do prédio de cinco andares. Sua estrutura chegou a dobrar ao meio.

O Condomínio Leme II, que faz parte do programa “Minha Casa Minha Vida”, do governo federal foi inaugurado em 2014. O prédio atingido tem cinco andares e vinte apartamentos. Os edifícios foram construídos pela empresa Direcional Engenharia. O reservatório ficava em cima de uma casinha de manutenção e cedeu, arrancando partes da lateral do edifício de cinco andares. Um anúncio de venda mostrava que um apartamento de 42 m² no condomínio custa R$ 29 mil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos