Danilo Gentili contra o baixo astral

Jornalismo Wando

A nova geração do humor brasileiro é mesmo uma comédia. Mais que humoristas, Danilo Gentili e seus colegas têm se mostrado verdadeiros guerreiros na luta contra a patrulha politicamente correta.

Essa patrulhinha esquerdista e fascistóide quer tolher nosso direito de debochar de mulheres, de estupradas, de negros, de pobres, de nordestinos, de gays, enfim, de todas essas minorias reclamonas - e recalcadas - que vivem querendo cercear a liberdade de expressão das pessoas de bem.

E, como vocês já devem saber, o racismo não existe no Brasil, apesar de ilusórias estatísticas insistirem em mostrar o contrário. Isso fica ainda mais claro quando comediantes sentem-se livres pra comparar negros a macacos e depois partir para a ridicularização do ofendido. Claro, porque apesar do racismo ser uma ficção, ainda existe muita gente complexada e cheia de "não-me-toques" que precisa ser combatida.

É o caso de Thiago Ribeiro. Cansado do bom humor de Gentili, esse sem-graça resolveu patrulhar o comediante, reclamando das piadas racistas de seu programa noturno. E não é que nosso capeta em forma de guri respondeu?

Parece mentira, mas vocês acreditam que o cara se ofendeu com uma brincadeirinha boba dessas? Só porque um humorista, do alto da sua fama televisiva, ofereceu bananas publicamente para ele? É tão absurdo que chega a soar ridículo. É como um lixeiro reclamar do Boris Casoy. Haja falta de espírito esportivo!

Qual é o grande problema em comparar negros com primatas num país onde negros eram considerados primatas até pouco tempo atrás? O que são quase 400 anos de escravidão presentes na memória de um povo que passou séculos acorrentado? Nada. São coisas do passado, e o que passou, passou, bola pra frente! Mas não. Preferem posar de vítimas e se organizar para impedir a sociedade de expressar suas ideias.

É esse tipo de gente que quer implantar o racismo num país mundialmente reconhecido por sua democracia racial. Munidos com todas essas certezas, dezenas de gentilimaníacos seguiram o mestre e atacaram o patrulheiro. Compartilhemos o bom humor dessa galera do bem:

Impressiona a garra do fã-clube de Gentili. Daria até um filme: "Fãs de Danilo contra o Baixo-Astral". Trata-se de uma gente lutadora, inteligente e unida, que não se cala diante da intimidação patrulheira e sabe que o humor pode ser um instrumento de resistência contra a ditadura do politicamente correto. É esse o grande exemplo que Gentili e a nova geração de comédias dão para a juventude.

Hoje já não se pode oferecer banana para um negro que logo começa o mimimi. Não se pode debochar de mulher estuprada que...nossa....o povo enlouquece. Também não se pode mais fazer uma brincadeirinha com os nordestinos que logo chega a polícia dos bons modos. Qual será o próximo passo? A Dilma decretar que todo a galera da zuêra terá suas bocas costuradas? Nossos humoristas terão que fugir do país?

Portanto, amigos, fica o alerta: se hoje não podemos chamar um negro de macaco e barbarizar as minorias, amanhã comediantes e portadores de bom humor poderão ser segregados num cruel regime de apartheid.

#AcordaBrazil

PS: Gentili, o guerreiro da liberdade de expressão, deletou o tweet e depois mandou retirar do Youtube esse vídeo.