Os melhores vídeos da ressaca eleitoral #Eleições2014

A ressaca eleitoral foi pesada. A dificuldade em aceitar o resultado das urnas promoveu uma verdadeira pororoca de chorume nas redes sociais.

Tem psolista pedindo impeachment de Alckmin, um governador reeleito no primeiro turno com folga. Tem os cidadãos de bem alucinados pedindo impeachment da presidenta Dilma com base nas informações de VEJA - o magazine que inventou o boimate e confunde Tolstói com Toy Story. Enfim, o espírito democrático anda mais escasso que água em São Paulo.

E hoje eu trago para vocês uma seleta de bobagens audiovisuais que emergiram do volume morto da campanha eleitoral.

A Deborah Salomão, jornalista, modelo, comentarista política de Facebook e ex-legendete (assistente de palco do Legendários), foi ao Youtube para demonstrar todo o seu apreço pelo sufrágio universal e pelos pobres que ousaram escolher um candidato diferente do dela:



A sinceridade da jornalista espantou algumas pessoas, que acusaram-na - vejam só que absurdo! - de “odiar pobres”. Uma evidente injustiça que Deborah não poderia deixar quieto:



Entenderam? Deborah não odeia pessoas pobres. Os menos escolarizados é que entenderam tudo errado.

A jornalista inclusive exibe com orgulho uma pobre contratada para auxiliá-la na limpeza de casa. Mais do que uma funcionária, Geralda é considerada a mãe de criação de Deborah. Essa terceirização da educação dos filhos nos moldes coloniais é sempre muita bonita. E o resultado é sempre maravilhoso.

Já Danilo Gentili, o humorista do SBT que conta piadas de negros e judeus, mas só pede desculpas pros judeus (desculpa, Sílvio Santos!), antecipou o resultado do TSE e divulgou a vitória de Aécio. De quebra, ainda tirou um baratinho da ex-futura desempregada Dilma:

Uma fonte quente, quentíssima, quase pelando.

Mas, mesmo após o resultado final, Gentili não perdeu o rebolado e convocou o povo para o impeachment de Dilma. Essa talvez tenha sido a melhor piada da sua carreira:




Essa democracia é chata demais quando nosso candidato não ganha, né, Danilão? (Fonte: Cantareira.)


Mas tem mais traquinagem. Dessa vez vem da Globo News, o canal supostamente mais imparcial e isento da TV brasileira. Mesmo com o PIB nordestino crescendo mais que o triplo da média nacional, nossos iluminados globais teimam em insinuar que o povo da região se vendeu por causa do Bolsa Família.

Diogo Mainardi, o homem que declaradamente não suporta o Brasil, os brasileiros e por isso mora em Veneza, mandou seu singelo recado:

Essa gente escolarizada é de uma categoria impressionante. É curioso notar notar que os habitantes do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, estados em que Dilma também venceu Aécio, foram poupados dos comentários jocosos desses intelectuais. Por que será? 

Mas o vídeo de maior repercussão, sem dúvidas, foi o que mostra a participação de José Sarney na festa da democracia. O coronel maranhense chegou pra votar com o adesivo de Dilma colado do peito, mas, no aconchego da urna, acreditando que o voto é secreto, Sarney apertou com força o 45. As imagens não mentem: Percebam a tranquilidade do velho Sarney. A tranquilidade de quem tem a certeza de que será governista, não importando o resultado. É tucano na cama, mas petralha na sociedade.

Qual terá sido o voto de Dr Paulo Maluf?



(Siga-me no Twitter: @JornalismoWando)