Mente Aberta

Arregace o cérebro

Houve uma época em que o estudo precedia o trabalho. Caderno, lápis, borracha antecediam a máquina de escrever, a caixa registradora, o talão de nota fiscal. Vivíamos em um mundo ordenado, indo da causa ao efeito na linha do tempo. Primeiro, você era aluno. Depois, profissional.

Essa lógica escafedeu-se pelo buraco da camada de ozônio. Foi para o espaço! Hoje somos aprendizes e professores em uma só pessoa. Não importa se você tem dois meses ou trinta e sete anos de experiência. Mesmo com níveis e necessidades diferentes, o mais jovem e o mais velho precisam seguir estudando.

Apreender não só novos conhecimentos, competências, habilidades. O prato do dia é aprender a se mover em um mundo que - numa velocidade expressionante - muda, surpreende, machuca, deleita, deleta, incorpora.

É como se todos estivéssemos vendo tudo pela primeira vez. Sensação agudizada pelas TICs - tecnologias da informação e comunicação. Faz pouco tempo ninguém, de 3 a 90 anos, imaginava o que era um tablet. Agora não só sabemos, descobrimos como usá-lo.

Nosso papo está indo para aonde? Para a certeza de que ninguém está pronto a dispensar conhecimentos. Caderno, borracha, lápis podem ter ficado nas gavetas do passado, mas a aprendizagem ganhou uma urgência urgentíssima. O aprender o tempo todo é o canto do galo das novas manhãs.

Tanto faz o jeito. Você pode aprender degustando livros e jornais em uma biblioteca. Aprender no quarto da sua casa suburbana acessando a imensa rede digital. Aprender conversando com desconhecidos na rua. No trajeto da barca Rio-Niterói. Na linha amarela do metrô de Sampa. Nos currais dos bois Garantido e Caprichoso em Parintins.

Você terá que fazer. Pouco importa quais ferramentas usará para fomentar as atualizações. Elas o farão seguir vivo na sua profissão, no seu negócio, na sua Ong, no seu ócio. É tudo muito rápido. O que sabemos hoje teremos que saber melhor amanhã.

Quando a necessidade de aprender conhecimentos, competências, habilidades, lógicas acaba? Não acaba. Quer dizer, ela termina quando a gente termina. Aliás, terminar-se ou findar-se é única coisa no mundo para qual não carece pressa.

* iPhonografia: Régine Ferrandis, de Paris

Carregando...
SOBRE O INSPIRE-SE

"Inspire-se" é um projeto que traz a você o que de melhor acontece no mundo e mostra o lado bom da vida. Aqui é o lugar para encontrar aquelas notícias especiais, que fazem seu dia valer a pena.


Além das doses de inspiração, todo mês você também assiste a um episódio do programa "+ feliz".


Seja bem-vindo!

Fernanda Pompeu

Cronista nas horas vagas e de trabalho. Melhor dito, uma webcronista. No blog Mente Aberta, do espaço "Inspire-se", ela procura incentivar os leitores a pensarem e agirem fora das caixinhas. Isso porque inspiração, criatividade, insights e respeito às diferenças precisam de oxigênio para prosperarem.

Siga Fernanda Pompeu

COLGATE NO FACEBOOK

Enquete Yahoo!
Carregando...
Opções de escolha da enquete
Buscar