Eu contra o “funk carioca” = hit na internet

Na Mira do Regis

Confesso que estou abismado com a repercussão de um bate-papo do qual participei no extinto programa Manhã Maior, na Rede TV, em que o assunto era o “funk” – não o verdadeiro, mas aquele que empesteia nossos ouvidos a partir do Rio de Janeiro. Já tinha publicado um vídeo aqui que continha esta entrevista e algumas outras, nas quais eu dei a minha opinião sincera a respeito do que penso deste lixo musical – caso queira assistir, clique aqui.

Agora, sabe-se lá por qual motivo, esta entrevista foi ‘desencavada’ e se tornou um hit instantâneo na internet. É a prova de que certas coisas podem passar meio batido na época e acabar sendo recuperadas posteriormente.

Lembro que, depois do programa, as meninas correram para os camarins da emissora MUITO bravas, enquanto que o garoto ficou sem fala. Foi engraçado ver a equipe técnica da emissora rindo muito e fazendo questão de me cumprimentar. Até mesmo a apresentadora Regina Volpatto não conseguiu esconder seu sorriso de satisfação com o que tinha rolado.

Hoje, fico pasmo em ver como um pouco de sinceridade de minha parte - uma característica muito natural, que todo mundo que me acompanha e conhece sabe muito bem o que é - causou tanto alvoroço nas redes sociais. É, mais um sinal do "bundamolismo" em que vivemos...

Se você não assistiu, veja abaixo. Assista até o final e delicie-se com o desespero estampado nas faces das integrantes de um grupo chamado Tequileiras do Funk e de um tal de MC Rodolfinho. É de chorar de rir...