Crateras de Plutão deixam pesquisadores de orelha em pé

Reprodução
Reprodução



Nem demorou muito para que Plutão virasse alvo de mistério. Por conta das imagens em alta definição obtidas pela sonda New Horizons, cientistas já possuem diversos questionamentos sobre a formação rochosa do planeta anão.

Isso porque no meio de uma planície congelada nomeada de Tombaugh Regio, existe a primeira cadeia de montanhas localizada. O mistério, porém, está aos pés dela, com uma região escura que a margeia e tem textura completamente diferente da planície.

“Existe uma diferença profunda em textura entre as jovens planícies congeladas a leste e o terreno escuro, com muitas crateras, a oeste. Existe uma complexa interação acontecendo entre os materiais claros e escuros que ainda não compreendemos”, explica Jeff Moore, líder do time de Geologia da New Horizons.

Os cientistas acreditam que a cor do solo poderá indicar a idade do local. Segundo eles, as partes escuras podem ser marcas de impacto com bilhões de anos, enquanto as regiões mais claras seriam relativamente novas, com aproximadamente cem milhões de anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos