Estudo revela a parte mais nojenta dos aviões -- e não, não são os banheiros!

 
 



Um avião pode ser bastante nojento. Muito mesmo. Por conta da pressão em cima das pessoas que limpam, muitas vezes as aeronaves mudam de passageiro sem a higiene adequada. E bilhões de germes e bactérias se aproveitam disso, aponta o Daily Mail.

Apesar das pessoas acreditarem que os banheiros são os locais onde os germes mais estão, são os bancos da aeronave os verdadeiros vilões. Além deles, as bandejas também estão entre as partes mais imundas dos aviões.

A pesquisa em questão ouviu diversos funcionários de companhias aéreas, que se mantiveram em anonimato. Além disso, alguns especialistas tiveram acesso às aeronaves e puderam recolher amostras de todos os locais, fazendo comparações e encontrando as piores regiões.

“Acontece que os faxineiros não têm tempo de limpar os aviões de maneira adequada entre as jornadas. Eles estão sempre em pressão gigantesca e constante, o que os impede de fazer um bom serviço. No final das contas, fazem apenas uma limpeza rapidinha”, afirma um dos funcionários.

Entre os vírus e bactérias encontrados na pesquisa estão o influenza, o MRSA e o E. coli. A reportagem ainda lembra, por exemplo, que é impossível uma limpeza 100% perfeita e eficaz, uma vez que uma pessoa tem, em média, 10 milhões de bactérias em suas mãos. Mas poderia ser menos pior em aviões, sem sombra de dúvidas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos