Vi na Internet

Astrônomos descobrem reserva de petróleo no espaço

Imagine uma reserva de petróleo com 200 vezes a quantidade de água existente nos oceanos da Terra. Essa reserva existe e está numa nebulosa da constelação de Órion, a cerca de 1400 anos-luz do nosso planeta. A descoberta foi feita por astrônomos do Instituto Max Planck (Alemanha).

Usando o radiotelescópio de 30 metros do Instituto de Radioastronomia Milimétrica, na Espanha, a equipe fez um estudo químico completo da Nebulosa Cabeça do Cavalo. Um dos objetos mais fotografados do espaço por ser visível nos céus noturnos, a nebulosa agora também é reconhecida como uma grande "refinaria de petróleo cósmica".

Tudo isso porque os cientistas identificaram, pela primeira vez, moléculas interestelares de C3H+, que integra a família dos hidrocarbonetos, no centro da nebulosa. Essas moléculas são fundamentais na composição do petróleo e do gás natural.

Qual é a explicação para o fenômeno? A proximidade da nebulosa com uma estrela maciça, que brilha intensamente na região. Segundo a pesquisa, o "petróleo espacial" surge da fragmentação de moléculas gigantes, os chamados PAHs (hidrocarbonos policíclicos aromáticos).

Com a radiação emitida pela estrela maciça, os PAHs sofrem erosão e se desintegram, criando uma enorme quantidade de pequenos hidrocarbonetos. O problema vai ser como trazer todo esse combustível para a Terra, né? (vi no Business Insider)

Foto: ESO / Divulgação

Carregando...

Sobre Charles Nisz

Charles Nisz é jornalista desde 2001. Já cobriu Economia, Meio Ambiente e Tecnologia, com passagem pela Agência USP de Notícias, jornal DCI, MSN, e UOL. Já foi correspondente internacional do site Opera Mundi. Mestre em Jornalismo pela USP, dá aula sobre Informação e Novas Mídias na ECA/USP e é fascinado pelas novidades que aparecem na internet.

Siga o Yahoo Notícias