Empresa usa moradores de rua como spots de Internet nos EUA

Charles Nisz

Nenhum produto da SXSW, conferência de tecnologia americana, criou mais polêmica: a agência BBH Labs resolveu oferecer spots de internet sem fio durante o evento. A diferença é que os pontos de acesso à Internet eram moradores de rua que andavam pelo evento. A iniciativa foi muito criticada e causou polêmica.

Durante a conferência, 13 pessoas recrutadas pela agência andavam pelo evento vestindo camisetas com os seus nomes e com os dizeres: Olá, meu nome é Clarence (foto) e eu sou um spot de Internet sem fio 4G. Em troca, os moradores de rua ganhavam doações dos participantes do evento.

Além das doações dos participantes, a empresa pagava US$ 20 (R$ 35 por dia) para cada um dos 13 sem-tetos recrutados. A empresa já havia criado polêmica ao dar um celular e uma conta no Twitter para que moradores de rua twittassem o seu dia a dia. (vi no @NYTimes)