Físicos de universidade alemã querem provar se vivemos na “Matrix”

charles_nisz
charles_nisz15 de outubro de 2012

O físico Silas Beane e uma equipe de pesquisadores da Universidade de Bonn (Alemanha) querem provar se vivemos ou não numa realidade artificial. Para ele, todo o nosso universo é como a "Matrix" do filme de 1999, estrelado por Keanu Reeves.

De acordo com Beane, a "limitação da visão humana sobre a realidade" é que nos impede de perceber que estamos dentro de uma simulação de computador. Para perceber isso, há uma solução: "montar a nossa própria simulação do universo", explica o cientista alemão.

Simulações como essa surgiram para explicar com funcionam as forças que "grudam" quarks e glúons (micropartículas atômicas) em prótons e neutrons - formadores do núcleo atômico. Acredita-se que simular as reações em nível sub-atômico seria o mesmo que simular o funcionamento do Universo em si.

Apesar desses cálculos usarem os computadores mais potentes, é difícil recriar as condições iniciais do Universo, por conta do tamanho minúsculo dessas partículas. Para se ter ideia, cada uma dessas partículas mede um femtometro, 10^-15 metros - isto é, um quadrilionésimo de um metro ou 0,000000000001 milímetros. Os cientistas só não disseram o que aconteceria se a gente descobrisse a Matrix. (vi no Daily Mail)