Funcionário público indiano é demitido após 24 anos sem aparecer no trabalho

Vi na Internet

Foto: Flickr/Christian Schnettelker

O funcionalismo indiano está passando por uma reforma com a chegada do primeiro-ministro Narendra Modi ao poder. Uma séria reforma. Por causa disso, Shri A.K. Verma descobriu que não é mais correto ficar sem aparecer no trabalho. Segundo o site Business Insider, o indiano ficou 24 anos (você leu certo) sem aparecer no trabalho.

Leia também:
Após 24 anos, indiana consegue provar que está viva

Verma tinha o cargo de engenheiro elétrico senior da Central Public Works Department, empresa responsável pela manutenção dos prédios públicos do governo federal indiano. Após Verma ficar 24 anos sem aparecer no trabalho, a empresa estatal indiana o demitiu por licença médica não autorizada.

Em 1991, Verma realmente obteve uma licença médica. Mas resolveu “esticar” a folga até a semana passada, quando foi exonerado. O caso evidencia a burocracia indiana - um processo administrativo contra ele havia sido iniciado em 1992. Empregado por 35 anos na empresa, ele só trabalhou nos 10 primeiros anos. 

Relatório produzido por uma consultoria de Hong Kong classificou a burocracia indiana como a pior da Ásia. Em 2007, 15 anos após o início do processo, foram estabelecidas as penas contra Verma, mas nenhuma ação foi tomada. Como a legislação trabalhista local é muito engessada, é quase impossível demitir um funcionário público na Índia.

Parado desde 2007, o processo foi retomado apenas em 2014, com a posse do novo ministro de Desenvolvimento Urbano, Shri M. Venkaiah Naidu. Naidu determinou uma revisão de todas as ações trabalhistas. Agora, há controle digital das presenças e horas trabalhadas.Ou seja, vai ser difícil continuar dando “migué” no trabalho por lá.

Siga-me no Twitter: @charlesnisz