No Iraque, instrutor de homens-bomba explode os alunos por engano

Charles Nisz
charles_nisz

Um grupo de aspirantes a homem-bomba foi morto nesta segunda-feira nas proximidades de Bagdá quando o instrutor se confundiu e apertou o botão de um cinto carregado de explosivos, segundo informações do exército e da policia iraquianos. Os militantes do Estado Islâmico do Levante e Iraque, ou ISIS são sunitas e lutam contra o exército iraquiano, dominado pelos xiitas.

Leia também:
Noivo é condenado por alarme falso de bomba no local do casamento

Vinte e dois membros do ISIS foram mortos e 15 ficaram feridos na explosão no acampamento, ao nordeste da província de Samara. Oito militantes foram presos quando tentavam fugir, disseram os funcionários. O homem que causou a explosão involuntária não foi identificado, conforme as informações dos jornais O Globo e The New York Times.

O ISIS tomou o controle das cidades de Faluja e Ramadi, ambas na província de Anbar ao lutar contra o exército central e tribos locais. O grupo tem cerca de dois mil combatentes e seu objetivo é estabelecer uma base de operações na capital Bagdá. O governo central, com ajuda dos EUA, tenta fazer outras tribos sunitas lutarem contra o ISIS e dar um fim à luta sectária pelo poder no Iraque após a morte de Saddam Hussein, ocorrida em 2003.