Jurados são mais propensos a condenar mulheres gordas e absolver as magras

Mais um forte preconceito relacionado com a aparência: jurados homens têm tendência a absolver as mulheres magras e condenar as mulheres mais gordas. O estudo sobre julgamento x aparência foi conduzido por psicólogos da Universidade de Yale (EUA), segundo matéria da revista Slate.

Cerca de 471 voluntários participaram da pesquisa. Eles olhavam imagens de quatro diferentes "acusados" de um mesmo crime: um homem magro, um homem gordo, uma mulher magra e uma mulher gorda e precisavam dar o veredito numa escala de cinco pontos após lerem os autos do caso.

Quando as juradas eram mulheres, nenhuma discrepância foi notada em relação à aparência: magros e gordos foram julgados do mesmo modo. O peso também não foi relevante para os jurados homens e mulheres quando o réu era um homem.

Mas quando os jurados eram homens, a aparência teve influência no julgamento. Os homens, especialmente os jurados magros, condenavam mais as mulheres obesas. A explicação é puramente baseada em preconceito: as mulheres gordas seriam mais egoístas e gananciosas, e portanto, mais propensas a cometer um crime.

Segundo os coordenadores do estudo, outra "explicação" encontrada para condenar as mulheres mais gordas é que elas teriam menos controle sobre seus impulsos e que elas seriam mais infelizes porque ser obeso seria "moralmente errado", na nossa sociedade. Triste ver tanto preconceito junto, não é?

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos