Marco Feliciano: “a Aids é o câncer gay”

Charles Nisz
Charles Nisz

O deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) deu mais uma declaração polêmica sobre a homossexualidade: segundo o parlamentar e também pastor evangélico, "a AIDS é o câncer gay". A declaração foi feita durante o congresso dos Gideões Missionários.

A informação foi divulgada nesta quinta-feira (20) em um artigo do deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) para o site Brasil247. Segundo o discurso do pastor, os homossexuais e os usuários de drogas seriam os responsáveis pela disseminação do vírus da AIDS. Em sua conta no Twitter, Feliciano também culpou a "sexualidade libertina" pelo aumento dos casos da doença.

Wyllys retrucou as afirmações do pastor: "O perfil dos infectados se modificou drasticamente, deixando de ser uma doença restrita aos LGBTs e passando a atingir cada vez mais jovens, mulheres e idosos heterossexuais. As mulheres respondem por 48% das novas infecções e os jovens entre 15 e 24 anos, por 42%. Somente entre 2000 e 2010, o percentual de pessoas com mais de 60 anos infectadas, subiu 150%", escreveu Wyllys. (vi no Vírgula)