Nova Zelândia quer banir gatos do país

charles_nisz

Os gatos domésticos deveriam ser banidos da Nova Zelândia pois são um predador natural, responsáveis pela extinção de nove espécies de aves e ameaçam outros 33 tipos de pássaros. Esse é o resumo do manifesto com a intenção de banir os felinos do país localizado no Pacífico Sul.

Leia também:
Gato aposta melhor que investidores do mercado financeiro
Tippi Degré, a versão moderna do Mogli

A ideia surgiu no blog do economista Gareth Morgan. Ele se descreve como homem de negócios, filantropo e apreciador de motocicletas. É dele a ideia do manifesto Cats to go (Expulsem os gatos). No documento, ele pede que as famílias façam do gato atual o último em suas casas. A Nova Zelândia tem 1,4 milhão de gatos, com a maior média de gatos per capita do mundo.

No site criado para divulgar a campanha, ele diz que os gatos comem os pássaros em velocidade maior do que a necessária para que as aves consigam se reproduzir e continuar existindo. Segundo Morgan, os gatos já extinguiram nove tipos de aves e ameaçam outras 33 espécies de pássaros nativos.

"Os neozelandeses precisam ter noção de que criam um predador natural em casa. Os donos de gatos deveriam castrar seus animais, mantê-los em casa e não ter outro gato depois que o atual gato morra". Você concorda com a campanha ou acha que a extinção das aves é apenas um fenômeno natural?