Pai contrata “assassinos virtuais” para matar filho viciado em games

charles_nisz

Um pai chinês tomou uma medida desesperada para tentar afastar o filho dos games. Identificado pelos blogs especializados apenas como senhor Feng, o pai contratou "assassinos virtuais" para matar o avatar do filho em jogos online.

Ele estava preocupado com a quantidade de tempo que seu filho desempregado passava na Internet jogando. Xiao Feng, de 23 anos, começou a jogar games online quando ainda estava na escola secundária e se tornou um ás em diversos jogos em primeira pessoa.

No entanto, o hábito de jogar por horas a fio estava causando problemas em casa: o pai estava irritado com o baixo rendimento do rapaz na escola e na universidade. E depois de formado, o filho não conseguia se firmar em nenhum emprego.

Foi quando o pai resolveu tomar uma medida extrema: contratar "assassinos virtuais'' como forma de impedir o filho de passar o dia jogando. Seu filho suspeitou e perguntou a um dos ''assassinos'' o motivo de eles sempre tomá-lo como alvo.

Segundo especialistas, essa atitude não vai resolver o problema: "Nunca tinha ouvido falar desse tipo de intervenção, mas não creio que essa atitude funcione. Muitas vezes, a prática excessiva de jogos é sintoma de outros problemas'', diz Mark Griffiths, perito em dependência em jogos da Universidade Trent de Nottingham.

De acordo com sites especializados em jogos, a ideia do senhor Feng foi uma maneira criativa de tratar o vício do filho. Na China, são frequentes os casos de jovens viciados em jogos online. Apesar da atitude desesperada do senhor Feng, ele e o filho teriam se reconciliado após o incidente. (vi no Yahoo Inglaterra)